20 de Outubro de 2017 / às 20:44 / em 2 meses

Ibovespa tem leve alta em sessão mais favorável a ativos de risco no exterior

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista subiu nesta sexta-feira, em sessão mais positiva para ativos de risco no exterior, após aprovação de esboço de orçamento fiscal dos Estados Unidos, mas com a cautela com a cena política limitou o movimento.

O Ibovespa fechou em alta de 0,14 por cento, a 76.390 pontos, mas acumulando baixa de 0,78 por cento na semana. O giro financeiro do pregão somou 7,88 bilhões de reais, abaixo da média diária para o mês, de 11 bilhões de reais.

Na véspera, o Senado dos EUA aprovou um esboço de orçamento para o ano fiscal de 2018 que abre caminho para os republicanos buscarem um pacote de cortes de impostos sem apoio dos democratas.

A medida, embora inicialmente ajude a aumentar o apetite a risco, pode acelerar a inflação norte-americana à frente e, consequentemente, abrir espaço para mais altas de juros nos EUA.

“A liquidez mundial, fartamente ajudando emergentes em função de juros baixos, pode começar a ser questionada, tirando fluxo para emergentes”, escreveram mais cedo os analistas da corretora Lerosa Investimentos.

Localmente, o mercado segue à espera da votação em plenário da Câmara dos Deputados da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, prevista para a próxima semana, para que discussões sobre reformas sejam retomadas.

“O mercado espera que a reforma da Previdência volte a ser discutida”, disse o analista de investimento da corretora Magliano Pedro Galdi.

A expectativa pela escolha do próximo chair do Federal Reserve, banco central dos EUA, também seguiu no radar. Na véspera, o site Politico noticiou que o diretor do Fed Jerome Powell era o favorito ao cargo. Nesta sexta, porém, o presidente norte-americano, Donald Trump, disse que considera tanto Powell quanto o economista da Universidade de Stanford John Taylor para cargos-chave no banco central.

DESTAQUES

- ELETROBRAS ON e ELETROBRAS PNB subiram 5,4 e 5,93 por cento respectivamente, diante da expectativa pelo processo de privatização da empresa. Mais cedo, o ministro interino de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o modelo de privatização em estudo no governo prevê limitar a 10 por cento a participação de acionistas privados no bloco de controle do grupo. Pedrosa disse ainda que o governo vai prever no orçamento da União de 2018 arrecadar 7,7 bilhões de reais com a privatização da Eletrobras.

- FIBRIA ON avançou 3,33 por cento, após anunciar um aumento no preço da celulose de eucalipto, de 30 dólares por tonelada, a partir de 1º de novembro para todas as regiões. SUZANO PNA teve alta de 3,78 por cento.

- CSN ON teve alta de 3,04 por cento, o melhor desempenho entre as siderúrgicas, amparada nos ganhos dos contratos futuros do minério de ferro e do aço na China e após informação de que a empresa prevê captação externa entre o final deste ano e o início do próximo. USIMINAS PNA subiu 0,1 por cento, enquanto GERDAU PN anulou as altas e caiu 0,34 por cento.

- VALE ON fechou em queda de 0,15 por cento, após ter chegado a subir mais de 2 por cento, na esteira da alta dos contratos futuros do minério de ferro na China, que fecharam com ganhos de 5,4 por cento na Bolsa de Dalian.

- RUMO ON avançou 3,21 por cento, após a empresa estimar Ebitda de 4,4 bilhões a 4,6 bilhões de reais em 2020. Já os investimentos devem ser de 1 bilhão a 1,3 bilhão de reais.

- PETROBRAS PN subiu 0,43 por cento e PETROBRAS ON ganhou 0,3 por cento, com o movimento corroborado pela alta nos preços do petróleo no mercado internacional.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below