24 de Outubro de 2017 / às 13:55 / um mês atrás

Bovespa sobe e volta aos 76 mil pontos; Fibria é destaque positivo

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista operava no azul nesta terça-feira, buscando se manter no patamar de 76 mil pontos perdido na véspera, em sessão que tinha as ações da Fibria entre as maiores altas, após a produtora de celulose divulgar seu resultado para o terceiro trimestre.

Às 11:46, o Ibovespa subia 0,79 por cento, a 76.009 pontos. O giro financeiro era de 1,76 bilhão de reais.

Apesar do tom positivo do pregão, investidores ainda adotam alguma cautela diante da expectativa pela apreciação no plenário da Câmara dos Deputados da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, esperada para quarta-feira.

De maneira geral, espera-se que a denúncia seja recusada, mas as atenções se voltam ao placar da votação, para avaliar a força política que o governo deve ter para avançar sua agenda de reformas, principalmente a da Previdência.

“Vale lembrar a importância da aprovação desta reforma (da Previdência), seja pela ameaça de rebaixamento das agências de rating para o país, seja pelo fato de que sua aprovação pode ampliar a agressividade do Copom” ao reduzir os juros, escreveram os analistas da corretora Magliano, em nota a clientes.

DESTAQUES

- FIBRIA ON subia 2,6 por cento, após reportar números fortes para o resultado do terceiro trimestre, com lucro líquido de 743 milhões de reais, 23 vezes acima do registrado um ano antes.

- SUZANO PAPEL E CELULOSE ON avançava 2,98 por cento, após os resultados da Fibria, que ampararam expectativas por números positivos da Suzano, e também em meio ao ambiente favorável ao aumento no preços da celulose.

- PETROBRAS PN tinha alta de 0,62 por cento e PETROBRAS ON ganhava 1,03 por cento, acompanhando o movimento dos preços do petróleo no mercado internacional.

- VALE ON operava em alta de 0,7 por cento, na contramão dos contratos futuros do minério de ferro na China, que recuaram 0,3 por cento nesta terça-feira.

- USIMINAS PNA avançava 1,55 por cento, GERDAU PN tinha alta de 1,2 por cento e CSN subia 1,02 por cento, em sessão de alta para os contratos futuros de aço na China, apesar da queda do minério.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below