25 de Outubro de 2017 / às 13:27 / em um mês

Bayer do Brasil obtém aprovação de fungicida; combate à ferrugem da soja é foco

SÃO PAULO (Reuters) - A unidade brasileira da Bayer recebeu aprovação regulatória para vender seu fungicida FOX Xpro no país, disseram executivos da empresa nesta quarta-feira, acrescentando que a decisão pode impulsionar seu negócio de agroquímicos em um importante país produtor de grãos.

Bandeira do Brasil é vista na sede da Bayer, em São Paulo 04/10/2017 REUTERS/Paulo Whitaker

O novo produto pode ser aplicado em algodão, cevada, girassol, milho e trigo, mas a soja é o principal foco, principalmente por causa da ferrugem asiática, cujo custo pode atingir 2 bilhões de dólares por safra, com gastos com fungicidas e incluindo perdas de produtividade em áreas sem o controle adequado da doença, segundo a Embrapa.

O mercado de defensivos agrícolas no Brasil é de cerca de 10 bilhões de dólares, disse o diretor de Fungicidas da Bayer no país, Jean Zonato, no intervalo de um evento para anunciar a recente aprovação do produto.

Os fungicidas representam cerca de 40 por cento do mercado, acrescentou ele.

O novo produto estará disponível para agricultores no ciclo 2018/19, após a Bayer fazer análises de campo.

Anvisa, Ibama e Ministério da Agricultura participaram do processo de aprovação do fungicida. Ao final do processo, a pasta emitiu um certificado que autoriza a empresa a oferecer o produto comercialmente no Brasil.

PARCERIA

Bayer e Sumitomo Chemical anunciaram em junho um novo acordo para desenvolver produtos de fungicida voltados para o controle de doenças de soja no Brasil.

A país, maior exportador global de soja, produziu um recorde de 114 milhões de toneladas da oleaginosa na safra 2016/17, de acordo com dados do governo.

As duas empresas ainda estão no processo de desenvolvimento dos produtos após a formação da parceria, que tem como objetivo criar novos meios para combater as principais doenças de plantas no Brasil, disse uma porta-voz da Bayer.

Em seus resultados do segundo trimestre, a Bayer disse que as vendas de sua divisão “crop science” caíram mais de 15 por cento, principalmente por causa de seus negócios no Brasil, refletindo a sua importância como mercado de tecnologia de sementes, inseticidas e herbicidas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below