27 de Outubro de 2017 / às 21:00 / em 23 dias

Ibovespa fecha em leve alta em dia carregado de balanços; RD é destaque positivo

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em leve alta nesta sexta-feira, em outra sessão com agenda de balanços carregada e que teve as ações da rede de drogarias RD entre os destaques positivos, enquanto Usiminas ficou entre as maiores perdas.

O mercado também monitorou notícias sobre a mudança de comando no banco central norte-americano e ao leilão do pré-sal.

O Ibovespa fechou em alta de 0,1 por cento, a 75.975 pontos, acumulando baixa de 0,54 por cento na semana. O giro financeiro do pregão somou 9 bilhões de reais.

O índice passou o pregão invertendo o sinal. Na máxima, subiu 0,95 por cento, enquanto perdeu 0,39 por cento na mínima.

O pico da sessão veio pouco após a notícia de que o presidente dos EUA, Donald Trump, estaria inclinado a nomear o diretor do Federal Reserve Jerome Powell para ser o próximo chair do banco central. Segundo analistas, a perspectiva é que Powell traria faria mudança na condução da política monetária, mantendo o aumento gradual de juros.

Localmente, o mercado acompanhou também o leilão do pré-sal, que terminou com seis blocos arrematados, dos oito ofertados, e arrecadação total de 6,15 bilhões de reais.

O cenário político permanece no radar, limitando entradas mais consistentes da bolsa, enquanto investidores aguardam mais clareza sobre as chances de algum avanço para as reformas do governo, principalmente a da Previdência.

DESTAQUES

- RD teve alta de 3,87 por cento, após a rede de drogarias reportar dados positivos do terceiro trimestre, com avanço de 16,8 por cento no lucro líquido sobre um ano antes, para 136,5 milhões de reais. A empresa reafirmou ainda seu guidance de abertura de 200 lojas em 2017.

- SUZANO PAPEL E CELULOSE PNA subiu 2,74 por cento, após salto de 15 vezes no lucro líquido do terceiro trimestre, ano a ano, a 801 milhões de reais.

- CCR ON subiu 1,76 por cento. A empresa informou salto de 63 por cento no lucro ajustado do terceiro trimestre, para 433,1 milhões de reais.

- PETROBRAS PN subiu 1,79 por cento e PETROBRAS ON teve alta de 1,75 por cento, em sessão de alta nos preços do petróleo no mercado internacional e também tendo no radar os leilões do pré-sal, no qual a empresa foi um dos destaques.

- USIMINAS PNA teve baixa de 6,65 por cento, após reportar números mais fracos que o esperado do terceiro trimestre. A siderúrgica teve lucro líquido de 76 milhões de reais Ebitda ajustado de 453 milhões de reais.

- EMBRAER ON caiu 4,17 por cento após dados do terceiro trimestre e estimativas para 2018, tidas por analistas como tímidas. De julho a setembro, a fabricante de aviões teve lucro líquido de 351 milhões de reais e Ebitda de 443 milhões de reais. Para o próximo ano, a Embraer estima entregar de 85 a 95 jatos comerciais e de 105 a 125 executivos leves e grandes, com receitas totais de 5,3 bilhões a 6 bilhões de dólares.

- ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES ON perdeu 4,67 por cento, em dia de ajuste após acumular alta de cerca de 90 por cento no ano. No terceiro trimestre, a empresa teve alta anual de 10 por cento no lucro líquido, para 149,3 milhões. O Credit Suisse destacou a melhora nos números, mas alertou para o potencial aumento da taxa de desistência devido ao aumento de preço.

- VALE ON caiu 0,37 por cento, em sessão de queda dos contratos futuros do minério de ferro na China.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below