10 de Novembro de 2017 / às 15:04 / em 11 dias

Cyrela prevê recuperação lenta no setor imobiliário, mas distratos ainda pesam

SÃO PAULO (Reuters) - A Cyrela deve refletir a lenta melhora do setor imobiliário brasileiro na forma de recuperação de receita líquida e margens em 2018, mas esse processo seguirá ainda pressionado pelo alto volume de distratos, disse nesta sexta-feira o co-presidente da companhia, Raphael Horn.

“Há alguns sinais de recuperação, mas muito lentamente”, disse Horn em teleconferência com analistas sobre os resultados do terceiro trimestre. “Mas os distratos ainda são uma piada, um problema gravíssimo de legislação”.

Segundo o executivo, a Cyrela acumulou nos últimos três anos cerca de 7 bilhões de reais em distratos, que são a devolução de imóveis contratados por mutuários, que na prática resultam em prejuízos para as construtoras e incorporadoras.

Horn disse esperar mudanças na legislação brasileira sobre o assunto, mas não conta com isso.

A Cyrela anunciou na quinta-feira à noite que teve prejuízo líquido de 6,8 milhões de reais no terceiro trimestre, ante lucro de 14,4 milhões de reais registrado um ano antes, afetada por uma queda forte nas receitas, apesar de aumento nas vendas contratadas.

Por Aluísio Alves

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below