10 de Novembro de 2017 / às 22:35 / em 8 dias

B3 tem lucro menor no 3º tri, reduz previsão de despesas e investimentos

SÃO PAULO (Reuters) - A operadora de bolsas e de mercado de balcão B3 teve queda no lucro do terceiro trimestre, refletindo menor posição de caixa e o aumento do endividamento por causa da tomada de empréstimos para a fusão que deu origem à companhia.

A empresa oriunda da compra da Cetip pela BM&FBovespa afirmou nesta sexta-feira que o lucro atribuível aos acionistas entre julho e setembro caiu 23,6 por cento na comparação com igual período de 2016, para 336,26 milhões de reais.

Excluindo efeitos considerados não recorrentes, o lucro foi de 445,27 milhões de reais, recuo ano a ano de 26,8 por cento, também pressionado pela queda de 58 por cento das receitas financeiras, por caixa do caixa menor.

Esses números contrastaram com o desempenho operacional, com forte crescimento das receitas nas principais linhas de negócios, refletindo em parte o aumento dos volumes transacionados nos mercados de renda variável de renda fixa.

A receita líquida da companhia cresceu 20,3 por cento também na comparação anual, para 1,06 bilhão de reais, pontuada por aumentos de 19,9 por cento e de 18,7 por cento do segmentos BM&F e Bovespa, respectivamente, que juntas respondem por metade do faturamento da companhia. A divisão outras receitas teve alta de 52,4 por cento.

Na outra ponta, as despesas somaram 593,4 milhões no trimestre, alta de 4,4 por cento sobre mesma etapa de 2016.

MUDANÇA DE PREVISÕES

Em comunicado separado, a B3 anunciou revisão de algumas das previsões para 2017.

A estimativa para despesas com depreciação e amortização caiu da faixa de 790 milhões a 840 milhões para 710 milhões a 750 milhões de reais, movimento atribuído ao adiamento da entrada em operação de alguns projetos.

Já a previsão para investimentos diminuiu do intervalo de 250 milhões a 280 milhões para o de 230 milhões a 250 milhões de reais, explicada pela companhia por mudanças no pipeline de projetos.

Por fim, o orçamento de investimentos não recorrentes foi reduzido para o intervalo de 20 milhões a 30 milhões de reais, ante previsão anterior de 45 milhões a 55 milhões no intervalo 2017/18.

Executivos da B3 discutem os resultados do trimestre com analistas e investidores na próxima segunda-feira pela manhã.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below