28 de Novembro de 2017 / às 15:51 / em 18 dias

Funcionários da Hyundai param de produzir SUV antes de lançamento nos EUA

SEUL (Reuters) - Funcionários da sul-coreana Hyundai Motor deixaram de construir o veículo utilitário esportivo Kona esta semana antes do lançamento nos Estados Unidos - um protesto contra o que o sindicato de trabalhadores da indústria automobilística diz serem planos de redução do número de trabalhadores na linha de montagem.

O sindicato, que também está em negociações anuais com a administração sobre os salários, alertou que uma greve mais ampla é possível.

A Hyundai tem discutido com seu sindicato desde outubro sobre os planos de produção do Kona, um modelo importante com o qual a empresa espera inverter a queda das vendas nos EUA.

O sindicato afirma que a montadora quer introduzir mais automação e terceirizar mais seções importantes da linha de montagem para fabricantes de peças - planos contra os quais se opõe veementemente. A administração da Hyundai argumenta que o sindicato está fazendo “demandas irrelevantes”, como solicitações de janelas extras na fábrica como parte das discussões de produção.

A decisão da montadora de iniciar a produção do Kona em uma nova linha de montagem na semana passada foi tomada sem uma consulta ao sindicato e é inaceitável, disse o líder sindical Ha Boo-young em um comunicado, acrescentando que uma greve mais ampla é possível “se houver outra provocação da administração”.

A perda de dois dias de produção até o momento nesta semana equivale a 1.230 veículos, disse a Hyundai em um comunicado.

Por Hyunjoo Jin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below