30 de Novembro de 2017 / às 23:20 / em 17 dias

CMN altera regras de crédito rural e BB terá mais flexibilidade para usar R$7 bi

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Monetário Nacional (CMN) mudou nesta quinta-feira os limites de aplicação de recursos das instituições financeiras em crédito rural, decisão que permite ao Banco do Brasil usar mais livremente cerca de 7 bilhões de reais.

O colegiado do CMN, formado pelos ministros da Fazenda e o do Planejamento e o presidente do Banco Central, reduziu para de 65 para 60 por cento o limite de aplicação em crédito rural dos recursos captados na forma da poupança rural. Ao mesmo tempo, aumentou de 14 para 19 por cento o total de recurso que os bancos que captam a poupança rural podem aplicar livremente.

O Banco do Brasil concentra 92 por cento das operações de crédito rural, segundo o Ministério da Fazenda. A medida foi tomada, segundo o governo, para “readequar o fluxo de recursos do Sistema Financeiro Nacional (SFN) à demanda do setor rural”.

Reportagem de Mateus Maia; texto de Iuri Dantas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below