December 12, 2017 / 4:27 PM / 9 months ago

Abiove eleva estimativa de produção de soja em 2018, vê exportação recorde em 2017

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil deverá produzir 109,5 milhões de toneladas de soja em 2018, estimou nesta terça-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), que elevou sua previsão ante as 108,8 milhões de toneladas consideradas no levantamento divulgado em novembro.

Foto de arquivo mostra lavoura de soja em Primavera do Leste, Brasil 7/2/2013 REUTERS/Paulo Whitaker

Nas últimas semanas, consultorias e entidades do setor vêm reajustando para cima seus números de colheita, em meio a condições climáticas favoráveis para o desenvolvimento da oleaginosa no Brasil, maior exportador global da commodity. [nL1N1NZ1ES]

Mais cedo nesta terça-feira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) também já havia elevado sua estimativa para a produção de soja dentro do ano-safra 2017/18, iniciado em julho. [nL1N1OC0HZ]

Em paralelo, a Abiove manteve sua projeção de processamento de soja em 2018 em um recorde de 43 milhões de toneladas (estável ante novembro), com estoques finais de 4,5 milhões de toneladas, ante 5,6 milhões de toneladas na previsão anterior.

A exportação da commodity em 2018 foi mantida pela Abiove em 65 milhões de toneladas, mas a associação elevou o número deste ano para um recorde de 67,8 milhões de toneladas, de 66 milhões de toneladas na previsão de novembro.

Segundo o secretário-geral da Abiove, Fábio Trigueirinho, as exportações do Brasil foram atípicas ao final de 2017, o que levou a vendas ainda maiores que as previstas para o ano, devido à safra histórica, de cerca de 114 milhões de toneladas.

“O que foi diferente é o tamanho da produção, trabalhamos 12 meses, esticamos um pouco mais...”, disse ele durante apresentação das estimativas em São Paulo.

Trigueirinho acrescentou que o Brasil, com a safra recorde deste ano, ficou mais competitivo nos últimos meses de 2017, em um período marcado pelas vendas dos Estados Unidos.

Isso ajudou o Brasil a avançar no mercado da China, maior importador global, que comprou 52 milhões de toneladas de soja brasileira em 2017, volume que equivale a mais da metade das importações chinesas.

Conforme a Abiove, a exportação de soja em grão neste ano deve gerar receita de 25,4 bilhões de dólares e, em 2018, de 24 bilhões de dólares.

Considerando-se todo o complexo (grão, farelo e óleo), os embarques devem render 31,5 bilhões de dólares neste ano e 30 bilhões de dólares no próximo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below