December 19, 2017 / 12:24 PM / in a year

Dólar recua ante real de olho em reforma tributária dos EUA e com atuação do BC

Notas de reais e dólares em uma casa de câmbio no Rio de Janeiro 10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar recuava ante o real nesta terça-feira em meio à expectativa pela votação da reforma tributária nos Estados Unidos e seus impactos na atividade econômica do país e após o anúncio pelo Banco Central de nova intervenção.

Às 10:22, o dólar recuava 0,25 por cento, a 3,2895 reais na venda, depois de recuar 0,31 por cento na véspera, para 3,2979 reais. O dólar futuro tinha baixa de 0,11 por cento.

“O corte de impostos norte-americano tem dado o norte para os negócios nos últimos dias. Mais do que a aprovação da proposta dos republicanos em si, o que os investidores querem sentir é a capacidade do presidente Donald Trump de levar seus projetos adiante”, destacou a Advanced Corretora em relatório.

A Câmara dos Estados Unidos deve aprovar a reforma tributária nesta tarde, em votação prevista para ter início às 16h30. A votação no Senado pode acontecer mais tarde nesta terça-feira ou na quarta-feira. A expectativa é de que o presidente Donald Trump assine o texto antes do Natal. [nL1N1OJ0DH]

A reforma tributária norte-americana também levava cautela aos mercados externos, e o euro subia ante o dólar com os investidores se questionando o quanto a legislação, se aprovada, impulsionará a economia dos EUA. [nL1N1OJ0EP]

A moeda norte-americana cedia ante uma cesta de moedas e exibia leves oscilações contra divisas de países emergentes, como o peso mexicano e o rand sul-africano.

Internamente, o BC anunciou na segunda-feira leilão de venda de dólares com compromisso de recompra no valor de até 2 bilhões de dólares, que não são para rolar contratos já existentes. [nE6N1ND057]

A autoridade monetária já fez outros dois leilões desta natureza neste mês.

O BC fará ainda mais um leilão de até 14 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, para rolagem dos contratos que vencem em janeiro, de 9,638 bilhões de dólares. [nEMN30DBM0]

Por Claudia Violante

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below