December 20, 2017 / 11:25 AM / a month ago

Câmara dos Deputados dos EUA votará de novo reforma tributária e Trump se aproxima de vitória

Por David Morgan e Amanda Becker

WASHINGTON (Reuters) - A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, controlada pelos Republicanos, deve dar a aprovação final nesta quarta-feira para o projeto de lei de reforma tributária e enviá-lo ao presidente Donald Trump para que seja sancionado, selando a primeira grande vitória legislativa dele no cargo.

Na maior revisão do código tributário dos EUA em 30 anos, os republicanos em algumas semana passaram por cima da oposição dos Democratas em um esforço para reduzir os impostos para as empresas e para os ricos, ao mesmo tempo em que ofereceram alívio tributário temporário e misto para trabalhadores e famílias.

A Câmara dos Deputados aprovou o pacote de impostos na terça-feira à tarde e o Senado aprovou o projeto de lei nas primeiras horas desta quarta-feira em uma votação por 51 a 48. A Casa, porém, teve que devolvê-lo à Câmara para uma votação final devido a um empecilho processual, mas isso não deve mudar o resultado.

A legislação ampla e financiada pela dívida reduz o imposto de renda corporativo dos EUA para 21 por cento, ante 35 por cento, dá a outros empresários uma nova dedução de 20 por cento sobre a receita e também reestrutura como os EUA taxam as multinacionais de acordo com a forma como as maiores empresas do país têm recomendado há anos.

Os democratas criticaram a legislação dizendo ser um prêmio para os mais ricos e as empresas que ampliará a diferença de renda entre ricos e pobres e acrescentará 1,5 trilhão de dólares à dívida nacional de 20 trilhões ao longo da próxima década.

Apesar das promessas da administração Trump de que a reforma tributária se concentrará na classe média e não reduzirá os impostos para os ricos, o Centro de Política Tributário, um instituto de pesquisa em Washington que não é ligado a partidos, estimou que as famílias de classe média vão ter um corte médio de impostos de 900 dólares no próximo ano com a reforma tributária, enquanto o 1 por cento mais rico dos norte-americanos terá um corte médio de impostos de 51 mil dólares.

A perspectiva de uma vitória republicana acontece em meio a constrangimentos. Os deputados inicialmente votaram por 227 a 203 pela aprovação do projeto na terça-feira à tarde, enviando-o projeto ao Senado, onde uma autoridade determinou que três dispositivos da lei tinham que ser removidos. Eles foram, e o Senado aprovou o projeto por 51 a 48.

As mudanças feitas pelo Senado, embora pequenas, significam que outra votação na Câmara é necessária, e é esperada uma aprovação. O projeto de lei seguirá então para sanção de Trump.

Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729 REUTERS TF CMO

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below