January 18, 2018 / 1:55 PM / 4 months ago

Ibovespa ronda estabilidade após renovar recordes; ações de celulose sobem

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista operava sem viés firme nesta quinta-feira, ensaiando algum ajuste após renovar recordes na véspera e fechar acima dos 81 mil pontos, mas com o persistente fluxo estrangeiro diante do viés mais favorável limitando o movimento.

Às 11:50, o Ibovespa caía 0,15 por cento, a 81.070 pontos. O giro financeiro era de 1,98 bilhão de reais.

No ano até o dia 15, o saldo de investimento estrangeiro na B3 acumula entrada líquida superior a 4 bilhões de reais, movimento que tem ajudado a levar o Ibovespa a máximas recordes.

“A forte entrada de recursos de investidores estrangeiros continua gerando o movimento, sendo que o volume financeiro médio desde o começo do ano tem girado numa faixa superior a 8 bilhões de reais, o que não é nada mal”, escreveram os analistas da corretora Magliano, em nota a clientes.

Ajudando a manter esse fluxo está a perspectiva de recuperação econômica no Brasil, aliada a uma ampla liquidez externa e uma visão também favorável para a economia mundial.

Nesta sessão, dados da China ajudam a corroborar a visão favorável para o exterior. A economia do país asiático cresceu 6,8 por cento no quarto trimestre, um pouco acima do esperado em pesquisa Reuters, de 6,7 por cento.

DESTAQUES

- FIBRIA ON tinha alta de 4,55 por cento e liderava as altas do Ibovespa, após anunciar aumento no preço de celulose para Europa, América do Norte e Ásia a partir de 1º de fevereiro. SUZANO PAPEL E CELULOSE ON ganhava 4,2 por cento e KLABIN UNIT subia 1,4 por cento, tendo ainda no radar os comentários da equipe do Bradesco BBI afirmarem que o setor de papel e celulose ainda tem potencial de ganhos, com a manutenção de preços elevados de celulose e taxa de câmbio favorável.

- PETROBRAS PN tinha variação negativa de 0,5 por cento e PETROBRAS ON cedia 0,2 por cento, após os papéis fecharem na véspera no maior patamar desde outubro de 2014 diante do noticiário recente envolvendo a empresa, como o avanço rumo à definição sobre a revisão do contrato de cessão onerosa, após o governo ter criado uma comissão interministerial que tem prazo de 60 dias para negociar os termos com a estatal. Nesta sessão, a petroleira informou que aprovou uma revisão de sua política para os preços do GLP residencial para aliviar repasses ao consumidor.

- VALE ON ganhava 0,3 por cento, em sessão positiva também para os contratos futuros do minério de ferro na China.

- BRF ON caía 3,3 por cento, liderando a ponta negativa do Ibovespa, engatando o segundo pregão seguido em território negativo. No ano, no entanto, papel acumula alta de 7 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below