April 10, 2018 / 5:17 PM / 7 months ago

Índices acionários europeus avançam depois de presidente chinês aliviar temores de guerra comercial

MILÃO/LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus avançaram nesta terça-feira, depois que o presidente chinês, Xi Jinping, prometeu uma redução nas tarifas de importação, alimentando o otimismo de que uma guerra comercial entre a China e os Estados Unidos poderia ser evitada.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,87 por cento, a 1.484 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,83 por cento, a 378 pontos.

Xi prometeu abrir ainda mais a economia da China e baixar as tarifas de importação de produtos, incluindo carros, o que ajudou o índice de automóveis a subir 1,9 por cento.

“Nós veríamos isso como um passo importante para a abertura da economia chinesa e para aliviar a atmosfera comercial muito tensa ... Os principais beneficiários seriam as montadoras alemãs e a economia da Alemanha como um todo”, escreveram os analistas da Evercore ISI.

A BMW teve alta de 1,9 por cento, a Daimler ganhou 1,2 por cento e a Volkswagen subiu 4,5 por cento.

O índice de recursos básicos avançou 2,7 por cento, recuperando-se de grandes perdas na sessão passada, quando ações expostas à Rússia foram prejudicadas depois que os Estados Unidos anunciaram novas sanções.

Movimentos de fusões e aquisições também influenciaram as negociações.

A Bayer subiu 4,7 por cento depois que o Wall Street Journal informou que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos permitirá que o grupo alemão de medicamentos e pesticidas adquira a Monsanto em um negócio de 62,5 bilhões de dólares, depois que as empresas concordaram em vender mais ativos para obter aprovação antitruste.

A LVMH teve alta de 4,9 por cento, depois que o dono da Louis Vuitton registrou um crescimento de vendas acima do esperado no primeiro trimestre, impulsionado pelo crescente apetite chinês por produtos de luxo. Seu sólido resultado trimestral impulsionou as ações de outras empresas de luxo, como a Kering, que ganhou 3,2 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,00 por cento, a 7.266 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,11 por cento, a 12.397 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,84 por cento, a 5.307 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,52 por cento, a 23.173 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,21 por cento, a 9.763 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,49 por cento, a 5.475 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below