April 23, 2018 / 5:25 PM / 3 months ago

Política monetária depende de atividade econômica e expectativas para inflação, reafirma Ilan

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, reafirmou nesta segunda-feira que os próximos passos da política monetária dependerão da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos, das possíveis reavaliações da estimativa da extensão do ciclo e de expectativas de inflação.

Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn 03/04/2018 REUTERS/Adriano Machado

Em apresentação durante evento em São Paulo, Ilan reafirmou também a perspectiva de novo corte da taxa básica de juros Selic, atualmente em 6,5 por cento, em maio, vendo nos encontros seguintes “como adequada a interrupção do processo de flexibilização monetária, visando avaliar os próximos passos”.

A economia brasileira apresentou desempenho aquém do esperado neste início de ano, com o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) —espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB)— tendo ficado praticamente estagnado em fevereiro.

Esse cenário levou os economistas consultados na pesquisa Focus do BC a reduzirem sua expectativa para crescimento do PIB neste ano a 2,75 por cento.

Na apresentação, Ilan, considerou que “o conjunto dos indicadores de atividade econômica mostra recuperação consistente da economia brasileira”.

O presidente do BC explicou ainda que os riscos para a inflação compreendem, entre outros, a possível propagação, por mecanismos inerciais, do nível baixo da inflação.

A inflação permanece em níveis baixos no Brasil, com o IPCA-15 acumulando nos 12 meses até abril alta de 2,8 por cento. No Focus, a expectativa é de que este ano termine com inflação de 3,49 por cento, quando a meta oficial é de 4,5 por cento com margem de 1,5 ponto percentual.

De acordo com Ilan, o cenário internacional tem se mostrado até o momento favorável, com crescimento econômico e juros baixos no mundo, o que tem contribuído para manter o apetite por risco em relação às economias emergentes.

“Cenário internacional encontra-se benigno, mas não podemos contar com essa situação perpetuamente”, trouxe a apresentação.

Por Camila Moreira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below