April 27, 2018 / 3:41 PM / 4 months ago

Bovespa tem leve alta com intenso noticiário corporativo e sem viés claro nos mercados externos

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações da B3 buscava se sustentar no azul nesta sexta-feira, em meio a um cenário sem tendência clara no exterior, com intenso noticiário corporativo também sob os holofotes, incluindo nova bateria de resultados trimestrais.

Às 12:36, o Ibovespa subia 0,15 por cento, a 86.508 pontos. O volume financeiro era de 4,1 bilhões de reais.

Em Wall Street, os principais índices acionários mostravam volatilidade, em sessão também marcada pela temporada de resultados, com números sobre o crescimento da economia norte-americana também no radar.

Além do efeito das bolsas norte-americanas, o analista da Terra Investimentos Régis Chinchila disse que notícias negativas ainda “rondam” os investidores na bolsa brasileira, tanto do lado econômico — vide dado de desemprego divulgado nesta manhã,—, como político, sem qualquer definição sobre candidatos e com eventuais delações, adicionando volatilidade.

O Brasil encerrou o primeiro trimestre de 2018 com taxa de desemprego de 13,1 por cento, a mais alta desde maio de 2017.

DESTAQUES

- GPA PN subia 4,5 por cento após divulgar lucro líquido consolidado de 226 milhões de reais no primeiro trimestre, alta de 7,8 por cento na comparação com o mesmo período do ano passado, e crescimento de 7,5 por cento na receita líquida.

- ELETROBRAS PNB avançava 4,53 por cento, tendo no radar notícia do jornal Valor Econômico de que a elétrica estatal chegou a acordo com a Petrobras sobre uma dívida bilionária, o que pode viabilizar a privatização de sua subsidiária de distribuição de energia no Amazonas.

- KROTON ON subia 4,09 por cento, após a empresa divulgar que captou 322.776 novos alunos no primeiro trimestre, alta de 3,4 por cento ante o mesmo período de 2017.

- SUZANO ON tinha elevação de 0,98 por cento, tendo subido 6 por cento na máxima do dia até o momento, após divulgar lucro líquido de 813 milhões de reais no primeiro trimestre, alta de 80,6 por cento ante o mesmo período de 2017. O Ebitda ajustado subiu para 1,528 bilhão de reais.

- HYPERA ON ganhava 0,64 por cento, tendo como pano de fundo divulgação de resultado trimestral, mas também o afastamento do seu principal acionista João Alves de Queiroz Filho da presidência do conselho e do presidente-executivo, Cláudio Bergamo.

- PETROBRAS PN valorizava-se 0,84 por cento, em sessão sem direção definida dos preços do petróleo no exterior, com agentes financeiros também repercutindo mudanças no conselho de administração e no formato de distribuição de dividendos

- BRF ON subia 1 por cento, após acionistas da companhia de alimentos aprovaram em assembleia na quinta-feira uma nova composição do conselho de administração, com Pedro Parente na presidência, em substituição ao colegiado atualmente liderado por Abilio Diniz.

- LOCALIZA ON recuava 3,19 por cento, maior queda do Ibovespa na sessão, mesmo após resultado considerado positivo por analistas, com operadores citando alguma realização de lucros após as ações acumularem alta de mais de 30 por cento no ano até a véspera.

- EMBRAER ON caía 2,42 por cento, após divulgar prejuízo líquido devido ao volume mais fraco de entregas e baixas contábeis com jatos usados, conforme as atividades de vendas foram pouco movimentadas em meio às negociações para uma aliança com a norte-americana Boeing.

- VALE ON perdia 1,05 por cento, em dia de queda dos preços do minério de ferro à vista na China.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below