April 30, 2018 / 3:24 PM / in a month

Índice perde fôlego e recua em sessão com liquidez fraca antes de feriado

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações da B3 perdeu o fôlego e tocou mínimas da sessão nesta segunda-feira, em sessão esvaziada na véspera de feriado no Brasil, com o recuo de BRF e Embraer entre as maiores pressões negativas.

Às 12:20, o índice de referência do mercado acionário brasileiro caía 0,2 por cento, a 86.274 pontos. Na mínima, chegou a cair 0,27 por cento, a 86.209 pontos. Na máxima, subiu 0,34 por cento, a 86.739 pontos.

O volume financeiro era de 1,77 bilhão de reais.

De acordo com profissionais da área de renda variável ouvidos pela Reuters, a sessão nesta segunda-feira estava esvaziada pelo feriado do Dia do Trabalho no Brasil na terça-feira e poucas notícias relevantes.

“Muitos participantes emendam o feriado”, disse o gestor de uma corretora no Rio de Janeiro, citando ainda efeito de feriados no exterior.

O operador da BGC Liquidez Alexandre Soares estimou que a bolsa deve encerrar o dia com giro financeiro ao redor de 5 bilhões de reais, bem abaixo da média diária do mês, de 10,4 bilhões de reais.

Mais cedo a bolsa encontrou suporte na abertura positiva de Wall Street, onde os principais índices apoiados em resultados corporativos, além de noticiário com anúncios de fusões e aquisições. O S&P 500 avançava 0,2 por cento.

DESTAQUES

- EMBRAER ON recuava 3,10 por cento, em nova sessão negativa, após divulgar na última sexta-feira prejuízo líquido devido ao volume mais fraco de entregas e baixas contábeis com jatos usados.

- ESTÁCIO ON perdia 2,86 por cento, emendando novo pregão negativo, também na esteira do balanço trimestral, considerado mistos por analistas. Alguns estrategistas, contudo, veem a queda recente como exagerada.

- BRF ON caía 2,57 por cento, após ganhos de mais de 10 por cento em abril com expectativas positivas acerca de mudanças no comando da companhia. Analistas ainda veem um horizonte bastante difícil para a empresa.

- MAGAZINE LUIZA ON subia 1,75 por cento, em meio a expectativas favoráveis para o balanço do primeiro trimestre da varejista, agendado para ser divulgado no dia 7 de maio, após o fechamento do mercado.

- VIA VAREJO UNIT avançava 1,21 por cento, após queda de quase 8 por cento nos últimos três pregões, na sequência da divulgação do resultado trimestral.

- PETROBRAS PN tinha variação negativa de 0,09 por cento e PETROBRAS ON cedia 0,24 por cento, tendo no radar alguma indefinição dos preços do petróleo no exterior e notícia de que a petroleira está perto de decidir como será a próxima fase da venda da rede de gasodutos Transportadora Associada de Gás (TAG).[nL1N1S42HL]

- VALE ON avançava 0,39 por cento, endossando os ganhos do Ibovespa, apesar da queda do preço do minério de ferro à vista na China, ajudando a limitar as perdas do Ibovespa.

- ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON subiam 1,41 e 1,65 por cento, respectivamente, após acordo com a Petrobras sobre dívidas de fornecimento de combustível para a geração de energia no norte do país.

- BANCO INTER UNIT, que não está no Ibovespa, subia 7,04 por cento, em estreia na B3, após o banco realizar oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) na semana passada. Na máxima até o momento, os papéis avançaram mais de 16 por cento, a 86 reais.

Por Paula Arend Laier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below