June 28, 2018 / 2:47 PM / 5 months ago

Risco de inflação ficar abaixo da meta diminuiu, diz Ilan

Presidente do Banco Central do Brasil, Ilan Goldfajn 03/04/2018 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA/SÃO PAULO (Reuters) - O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou nesta quinta-feira que o risco de a inflação ficar abaixo da meta no Brasil diminuiu “substancialmente”, ao mesmo tempo em que afirmou que os riscos externos cresceram.

“Falamos várias vezes que não podíamos contar com cenário benigno internacional para sempre”, afirmou Ilan durante entrevista sobre o Relatório Trimestral de Inflação (RTI).

Ele afirmou ainda que a continuidade do processo de reformas no país é importante para as projeções do BC.

Mais cedo, o BC divulgou o RTI e reduziu com força sua projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil a 1,6 por cento neste ano, sobre 2,6 por cento antes, citando não apenas os efeitos da greve dos caminhoneiros mas também a queda da confiança de empresas e consumidores e a perda de fôlego da atividade vista desde o início do ano.

Além disso, deixou claro que vê a inflação perdendo força após junho, mês que ainda sofrerá o impacto da alta dos preços ocasionada pela paralisação dos caminhoneiros em maio, que causou forte desabastecimento no país todo.

Por Patrícia Duarte e Bruno Federowski

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below