July 3, 2018 / 8:06 PM / 5 months ago

Ibovespa avança em sessão com liquidez menor por sessão curta em NY

(Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta terça-feira, em pregão com giro financeiro menor em razão da sessão mais curta em Nova York, com o avanço das ações dos bancos Bradesco e Itaú Unibanco e do grupo de ensino Kroton entre as maiores contribuições positivas.

Painel de cotações na Bovespa em São Paulo 09/05/2016 REUTERS/Paulo Whitaker/File photo

O índice de referência do mercado acionário brasileiro subiu 1,14 por cento, a 73.667 pontos. O volume financeiro somou apenas 8,184 bilhões de reais, abaixo da média diária do ano, de 11,9 bilhões de reais. Na máxima do dia, o Ibovespa subiu 2,3 por cento, superando os 74 mil pontos.

A piora em Wall St, contudo, enfraqueceu o ímpeto local. As bolsas norte-americanas fecharam mais cedo em razão do feriado do Dia da Independência, na quarta-feira. O S&P 500 cedeu 0,49 por cento, pressionado pelo setor de tecnologia.

“Com o pré-feriado nos EUA e sem fluxo de venda de estrangeiros, houve espaço para alguma recuperação de preços”, destacou o gestor Marco Tulli Siqueira, da mesa de Bovespa da corretora Coinvalores, enxergando um mercado mais calmo.

Em relatórios com as recomendações do mês, estrategistas de ações não descartaram algum repique do Ibovespa em julho, após forte correção recente, citando melhora na relação risco versus retorno.

Para o gestor-chefe da Garín Investimentos, Ivan Kraiser, comentários recentes com tom favorável a reformas de candidatos à Presidência e colaboradores também ajudaram na alta, embora siga indefinido o cenário sobre a disputa presidencial.

DESTAQUES

- BRADESCO PN avançou 4,64 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN subiu 2,35 por cento, endossando o viés mais positivo no pregão brasileiro, em razão das relevantes fatias que detêm na composição do Ibovespa.

- KROTON avançou 9,56 por cento, entre as maiores altas do Ibovespa e também ajudando no avanço do índice. No ano, contudo, os papéis acumulam perdas ao redor de 44 por cento.

- EMBRAER valorizou-se 5,10 por cento, com o papel ainda influenciado por expectativas ligadas às negociações para unir sua área de aviação comercial com a norte-americana Boeing.

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON subiram 0,17 e 0,36 por cento, respectivamente, perdendo fôlego durante a sessão, em dia com noticiário intenso sobre a petrolífera de controle estatal, incluindo suspensão dos processos para parcerias em refino e também de desinvestimentos na Araucária Nitrogenados e na Transportadora Associada de Gás (TAG).

- VALE caiu 1,64 por cento, pesando do lado negativo, em sessão negativa para mineradoras no exterior também.

- ELETROPAULO, que não está no Ibovespa, despencou 10,21 por cento, maior queda do índice Small Caps. O Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) aprovou a alienação da participação acionária da Eletrobras Participações (Eletropar) na companhia. A distribuidora de energia paulista também fechou um acordo com sua controladora, a italiana Enel, pelo qual receberá 900 milhões de reais a título de adiantamento para futuro aumento de capital (Afac).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below