July 4, 2018 / 1:33 PM / in a month

Preço de imóvel residencial fica estável em junho, mas cai 2,6% no 1º semestre, diz FipeZap

SÃO PAULO (Reuters) - Os preços médios de venda de imóveis residenciais em junho ficaram mais uma vez praticamente estáveis em relação a maio, mostrou o índice FipeZap, que monitora a venda de apartamentos prontos em 20 cidades brasileiras com base em anúncios na Internet.

Prédios residenciais no Rio de Janeiro 18/04/2018 REUTERS/Pilar Olivares

No mês passado, o indicador teve variação real negativa de 0,06 por cento e atingiu valor médio de 7.543 reais por metro quadrado, subindo em apenas 6 dos 20 municípios pesquisados, com destaque para Distrito Federal (+0,37 por cento), Goiânia (+0,31 por cento) e São Paulo (+0,21 por cento).

Na outra ponta, as cidades com maior recuo no preço médio do metro quadrado foram Niterói (-0,66 por cento), Salvador (-0,55 por cento) e Campinas (-0,46 por cento), segundo o levantamento.

No primeiro semestre, o índice FipeZap caiu 0,16 por cento em termos nominais. Considerando a inflação acumulada de 2,49 por cento pelo IPCA/IBGE, houve queda real de 2,59 por cento entre janeiro e junho.

Em 12 meses, o recuo acumulado foi de 0,47 por cento em termos nominais, e de 4,55 por cento em termos reais.

O Rio de Janeiro seguiu como a cidade com o metro quadrado residencial mais caro (9.556 reais), seguido por São Paulo (8.774 reais) e Distrito Federal (7.754 reais). Por outro lado, Contagem (3.498 reais), Goiânia (4.134 reais) e Vila Velha (4.708 reais) eram os municípios com preço mais baixo em junho.

Por Gabriela Mello

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below