July 6, 2018 / 12:51 PM / 2 months ago

Criação de vagas de trabalho nos EUA permanece forte em junho; taxa de desemprego sobe a 4%

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos em junho foi maior do que o esperado com as indústrias intensificando as contratações, mas o aumento salarial estável indica pressão inflacionária moderada que deve manter o banco central na trajetória de aumento gradual da taxa de juros.

Placa indica que restaurante está contratando gerentes em Fitchburg, nos Estados Unidos 12/02/2018 REUTERS/Brian Snyder

A economia dos EUA abriu 213 mil postos trabalho fora do setor agrícola no mês passado, informou o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira. Os dados de abril e maio foram revisados para mostrar 37 mil postos a mais criados do que o relatado anteriormente.

A economia precisa criar cerca de 120 mil novas vagas de emprego por mês para acompanhar o crescimento da população em idade ativa.

A taxa de desemprego subiu para 4,0 por cento da mínima de 18 anos de 3,8 por cento em junho, com mais pessoas ingressando na força de trabalho em sinal de confiança no mercado de trabalho.

A taxa de participação na força de trabalho, ou a proporção de norte-americanos com idade de trabalhar que têm emprego ou estão procurando por um, subiu para 62,9 por cento no mês passado de 62,7 por cento em maio. A taxa havia caído por três meses consecutivos.

Os ganhos médios por hora subiram cinco centavos, ou 0,2 por cento, em junho, após o aumento de 0,3 por cento em maio. Isso manteve o aumento anual do salário médio por hora em 2,7 por cento.

O crescimento moderado dos salários deve acalmar os receios de um forte aumento das pressões inflacionárias. A medida de inflação preferida do Fed atingiu a meta de 2 por cento do banco central em maio pela primeira vez em seis anos.

A ata da reunião de 12 a 13 de junho do Federal Reserve, publicada na quinta-feira, ofereceu uma avaliação otimista do mercado de trabalho. O banco central norte-americano aumentou a taxa de juros no mês passado pela segunda vez este ano e projetou mais dois aumentos de juros até o final de 2018.

Com um recorde de 6,7 milhões de empregos não preenchidos em abril, os economistas estão otimistas de que o crescimento salarial vai acelerar neste ano.

Economistas consultados pela Reuters projetavam criação de 195 mil vagas de empregos fora do setor agrícola no mês passado e a taxa de desemprego de 3,8 por cento. O relatório de emprego soma-se a dados como gastos do consumidor e comércio que sugerem uma forte aceleração do crescimento econômico no segundo trimestre.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below