July 10, 2018 / 3:14 PM / a month ago

Ministério chinês alerta sobre dependência de importações de minerais estratégicos

PEQUIM (Reuters) - A China permanece fortemente dependente das importações de petróleo, metais pesados ​​e outros minerais, enquanto o crescimento das reservas domésticas diminuiu, disse o Ministério de Recursos Naturais nesta terça-feira.

Bandeira chinesa em porto de Beihai, na província de Guangxi 17/06/2017 REUTERS/Stringer

O petróleo bruto importado atingiu 67 por cento das necessidades da China em 2017, disse Ju Jianhua, funcionário do ministério, de acordo com uma transcrição de uma coletiva publicada no site do pasta. Ele não forneceu números para um ano antes.

O nível de dependência das importações de outros minerais foi de 72 por cento para o níquel, 73 por cento para o minério de ferro e cobre, 75 por cento para o lítio, 79 por cento para o ouro e 90 por cento para o cobalto.

“A China já superou os Estados Unidos como o maior importador mundial de petróleo bruto, e a dependência externa (em) cobalto, níquel e lítio necessários para o desenvolvimento de indústrias emergentes estratégicas é muito alta”, disse Ju.

O níquel, o lítio e o cobalto são vitais para a fabricação de baterias recarregáveis, um setor que a China pretende liderar em meio a um boom de veículos elétricos.

As reservas próprias de lítio do país aumentaram em 0,6 por cento e as de cobalto em 2,3 por cento no ano passado, disse o ministério.

Reportagem de Tom Daly e Muyu Xu

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below