July 11, 2018 / 10:36 AM / 4 months ago

Mercados acionários chineses caem com novas ameaças tarifárias dos EUA

Por Andrew Galbraith e Winni Zhou

Investidores observam dados de ações em casa de corretagem em Xangai, na China 09/02/2018 REUTERS/Aly Song

XANGAI (Reuters) - Os mercados acionários da China caíram nesta quarta-feira após três dias consecutivos de ganhos e o iuan enfraqueceu depois que os Estados Unidos ameaçaram com mais tarifas de importação sobre produtos chineses, intensificando o conflito entre as duas maiores economias do mundo.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 1,74 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,78 por cento.

O Ministério do Comércio da China disse estar “chocado” com a mais recente ação de Washington, que ocorre poucos dias depois de ambos os países adotarem tarifas sobre 34 bilhões de dólares em produtos um do outro, e aumenta as apostas de uma disputa comercial mais acalorada que tem abalado os mercados financeiros de todo o mundo.

Os investidores estão particularmente preocupados com o fato de que a crise do comércio possa prejudicar a economia chinesa já em desaceleração, em um golpe para os investimentos e o crescimento globais. Analistas disseram que as preocupações domésticas também pesam sobre as ações.

“A julgar pelos fundamentos econômicos (da China) e pelas expectativas de resultados corporativos, que estão sob pressão em meio à guerra comercial com os Estados Unidos, o mercado de ações ainda não alcançou os níveis mais baixos”, disse Yan Kaiwen, analista da China Fortune Securities.

O iuan abriu a 6,6694 por dólar no mercado doméstico e foi cotado a 6,6674 no fechamento oficial, queda de 0,4 por cento no dia. No mercado internacional, o iuan estava a 6,6945 às 7h30 (horário de Brasília), queda de 0,63 por cento.

As perdas na China pressionaram as bolsas no restante da Ásia e o índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 1,1 por cento.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,19 por cento, a 21.932 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,29 por cento, a 28.311 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,78 por cento, a 2.777 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,74 por cento, a 3.407 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,59 por cento, a 2.280 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,74 por cento, a 10.676 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,79 por cento, a 3.249 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,68 por cento, a 6.215 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below