July 20, 2018 / 9:12 PM / 3 months ago

Wall St. tem leve queda com preocupações comerciais

NOVA YORK (Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos encerraram com ligeira baixa nesta sexta-feira, uma vez que crescentes temores comerciais puxados pelas recentes ameaças de tarifas do presidente Donald Trump contra a China ofuscaram uma série de resultados positivos, liderados pela Microsoft.

Operadores na New York Stock Exchange, (NYSE), em Nova York, EUA 08/03/2018 REUTERS/Brendan McDermid

O índice Dow Jones caiu 0,03 por cento, a 25.058 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,09 por cento, a 2.802 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,07 por cento, a 7.820 pontos.

O Dow Jones e o S&P 500 registram a terceira alta semanal consecutiva.

As ações da Microsoft Corp alcançaram máxima recorde e encerraram a sessão em alta de 1,8 por cento apoiadas em resultados sólidos para o segundo trimestre. A companhia acirrou a disputa com Apple e Amazon.com para alcançar 1 trilhão de dólares em valor de mercado.

O avanço da Microsoft deu o maior impulso ao S&P 500 e ao Nasdaq.

Trump disse que está pronto para impor tarifas sobre 500 bilhões de dólares de importações chineses, a mais recente de uma série de manobras protecionistas que desencadearam medidas retaliatórias de parceiros comerciais dos EUA ao redor do mundo.

“Eu acho que há uma linha dividida em Wall Street”, disse o estrategista-chefe de investimentos da SlateStone Wealth LLC, Robert Pavlik. “Um lado acredita que (a disputa comercial) apenas levará a uma recessão global, enquanto o outro lado acredita que o presidente está tentando fazer com que a outra parte negocie”.

Trump também repetiu suas críticas de altas planejadas na taxa de juros pelo Federal Reserve, banco central norte-americano, escrevendo em um post no Twitter que apertar a política monetária poderá diminuir qualquer vantagem comercial dos EUA.

À medida que a temporada de resultados do segundo trimestre ganha força, projeções de analistas têm se tornado otimistas. Estima-se que, até agora, companhias do S&P 500 tenham crescido 22 por cento no trimestre, ante 20,7 por cento em 1º de julho, segundo a Thomson Reuters.

Até o momento, 87 companhias do S&P 500 reportaram resultados, dos quais 83,9 por cento superaram consenso de estimativas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below