July 23, 2018 / 2:03 PM / 2 months ago

Greve atinge plataformas de petróleo da francesa Total no Mar do Norte

SÃO PAULO (Reuters) - Cerca de 40 petroleiros começaram uma greve de 24 horas nesta segunda-feira nas plataformas Alwyn, Elgin e Dunbar no Mar do Norte britânico, reduzindo os fluxos de gás, enquanto estoques de petróleo tendem a atenuar qualquer interrupção no fornecimento do óleo.

Logo da petroleira francesa Total é visto em La Défense, perto de Paris 16/05/2018 REUTERS/Charles Platiau

A greve começou durante a madrugada, disse o Unite, o maior sindicato do Reino Unido. O Unite e a Total (TOTF.PA), que opera as plataformas, fracassaram em chegar a um acordo sobre turnos de trabalho e remuneração, disse um porta-voz do sindicato.

Os campos representam cerca de 10 por cento da produção de gás do Reino Unido, enquanto a produção de petróleo contribui com cerca de 45 mil a 50 mil barris por dia (bpd) para os fluxos de referências Forties e Brent.

Forties e Brent são os principais teores de petróleo usados ​​para definir o benchmark do Brent LCOc1, que cobre mais da metade dos negócios mundiais de petróleo.

Um porta-voz da Total confirmou que a ação industrial avançou “apesar das novas propostas que foram feitas pela empresa”.

Por Shadia Nasralla, Ron Bousso e Julia Payne

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below