July 24, 2018 / 2:50 PM / 3 months ago

UBS tem lucro acima do esperado, mas tensão em comércio global preocupa

ZURIQUE (Reuters) - O UBS teve lucro acima do esperado para o segundo trimestre, mas a maior gestora de recursos para ricos do mundo viu uma queda na atividade de seus principais negócios.

Logo do banco suíço UBS é visto em sede em Basel, na Suíça 29/03/2017 REUTERS/Arnd Wiegmann

O maior banco da Suíça também manifestou um tom cauteloso sobre o futuro por causa de preocupações sobre o impacto que a guerra comercial global terá sobre seus clientes, o que tende a reduzir a atividade de empréstimos para investimentos.

O lucro líquido do UBS foi de 1,3 bilhão de francos suíços (1,3 bilhão de dólares) no segundo trimestre, mas o braço de gestão de fortuna, responsável por mais da metade do lucro, teve queda nos resultados.

A divisão de gestão de fortuna registrou saídas de 1,2 bilhão de francos no período, uma queda atribuída pelo UBS a clientes norte-americanos que liquidaram parte de seus investimentos para pagarem impostos.

“No geral, tivemos um forte e bom primeiro semestre”, disse o presidente-executivo, Sergio Ermotti, a jornalistas. Mas ao falar sobre a performance da unidade de gestão de fortunas, o executivo foi menos otimista.

“Claramente não foi um trimestre em que eu diria que fomos felizes”, disse Ermotti, acrescentando que tem confiança de que o UBS alcançará metas de médio prazo para o crescimento da divisão.

Olhando para o futuro, o UBS alertou para o impacto das tensões sobre o comércio global.

“As tensões atuais geopolíticas e o aumento do protecionismo prejudicaram a confiança dos investidores e continuam uma ameaça”, disse o banco, ecoando alerta similar feito nesta semana por outro grande banco suíço, o Julius Baer. O rival Credit Suisse, deve divulgar seus resultados trimestrais na próxima semana.

“Conforme nossos clientes têm mais incerteza sobre o futuro, por causa... das preocupações sobre a guerra comercial, eles ficam menos propensos a alavancar seus investimentos porque têm menos certeza sobre a capacidade deles em gerar retornos”, disse o diretor financeiro, Kirt Gardner.

A saída da Inglaterra da União Europeia adiciona elementos complicadores ao quadro.

O chamado Brexit fez o UBS realocar parte de seus 5 mil funcionários em Londres para Frankfurt. O UBS afirmou nesta terça-feira que o Brexit vai custar ao banco mais de 100 milhões de francos suíços.

Por John Miller

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below