July 25, 2018 / 12:32 PM / 3 months ago

Bunge deve fechar processadora de soja e demitir 60 na Argentina, diz sindicato

BUENOS AIRES (Reuters) - Um sindicato de funcionários de processadoras de soja na Argentina disse na terça-feira que a empresa norte-americana Bunge informou aos trabalhadores que vai fechar uma fábrica no porto de Ramallo, na província de Buenos Aires, demitindo 60 empregados.

Plantação de soja em Carlos Casares, na Argentina 16/04/2018 REUTERS/Agustin Marcarian

A Federação dos Trabalhadores do Complexo Industrial de Oleaginosas, que representa os funcionários nas instalações de esmagamento de soja da Argentina, disse que a Bunge informou os trabalhadores sobre a decisão na segunda-feira, embora eles ainda não tenham sido formalmente demitidos.

A Argentina é o maior exportador mundial de óleo e farelo de soja.

A Bunge, líder mundial na produção de farelo e óleo, vem tentando focar seus negócios principais e melhorar a rentabilidade após uma série de resultados trimestrais ruins.

“(A Bunge) também nos disse que iria fechar a processadora, a fábrica, todo o estabelecimento em Ramallo”, disse Carlos Zamboni, assessor jurídico do sindicato, por telefone.

O sindicato planeja protestar com uma greve que poderia incluir diferentes áreas portuárias na Argentina, disse Zamboni.

A Bunge não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários.

Por Maximilian Heath

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below