July 26, 2018 / 9:14 PM / 21 days ago

Fleury tem leve queda no lucro do 2º tri para R$86,6 mi

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo de medicina diagnóstica Fleury FLRY3.SA teve lucro líquido de 86,6 milhões de reais no segundo trimestre, queda de 1,4 por cento sobre o resultado obtido um ano antes, mas com crescimento de margem operacional, apesar da abertura de novas unidades e efeitos pontuais da greve dos caminhoneiros.

De acordo com a companhia, o resultado foi afetado por ajuste acumulado da taxa efetiva no segundo trimestre de 2017. “Em bases comparáveis, o crescimento seria de 14,9 por cento”, afirmou no material de divulgação do balanço.

De abril a junho, o imposto de renda e a contribuição social sobre o lucro líquido totalizaram 33,1 milhões de reais e a taxa efetiva representou 27,6 por cento em comparação com 16,4 por cento no segundo trimestre do ano passado, no qual foi contabilizado o impacto retroativo de linearização de juros sobre capital próprio de dois trimestres, explicou.

A receita líquida totalizou 673,4 milhões de reais no segundo trimestre, crescimento anual de 12,7 por cento. Os custos dos serviços prestados subiram 12 por cento, para 460,1 milhões de reais. Em relação à receita líquida, os custos ficaram em 68,3 por cento ante 68,7 por cento um ano antes.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de 178,8 milhões de reais, alta de 18 por cento na comparação anual.

A margem Ebitda subiu a 26,6 por cento contra 25,3 por cento um ano antes, refletindo, entre outros fatores, contínuo esforço do Fleury para o ganho de eficiência operacional. A margem bruta aumentou para 31,7 por cento ante 31,3 por cento.

“Esse resultado foi alcançado mesmo diante da abertura de 38 unidades do Plano de Expansão até junho/2018 que, em grande parte, estão em fase inicial da maturação, além dos efeitos pontuais da greve dos caminhoneiros e da Copa do Mundo”, afirmou.

Apenas no segundo trimestre, o grupo inaugurou três unidades da marca a+ em São Paulo e uma unidade da marca a+ em Pernambuco. Em julho, já foram inauguradas outras três unidades de a+ em São Paulo.

“Estas inaugurações correspondem ao atingimento de 56 por cento do ponto mínimo e 46 por cento do ponto máximo do Plano de Expansão da companhia, que prevê a inauguração de 73 a 90 unidades até 2021”, disse a empresa.

A companhia disse que a execução desse projeto será intensificada no segundo semestre, principalmente na marca a+, em São Paulo, e nas marcas Felippe Mattoso e Labs a+, no Rio de Janeiro.

A Fleury também disse que foram adicionadas ao portfólio do grupo cinco novas unidades por meio de aquisições, sendo uma da marca Serdil (Porto Alegre) e quatro do Instituto de Radiologia de Natal (IRN).

O grupo ainda anunciou nesta quinta-feira a distribuição de 57,6 milhões de reais por meio de juros sobre capital próprio referente ao lucro líquido do primeiro semestre de 2018, com pagamento previsto para o dia 15 de agosto.

Por Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below