July 30, 2018 / 1:16 PM / 4 months ago

AgRural corta previsão de 2ª safra de milho no centro-sul do Brasil por estiagem

Homem segura milho da segunda safra em Sorriso, Mato Grosso, Brasil 26/07/2017 REUTERS/Nacho Doce

SÃO PAULO (Reuters) - A AgRural cortou levemente nesta segunda-feira sua projeção para a segunda safra de milho 2017/18 no centro-sul do Brasil para 53,4 milhões de toneladas, de 53,6 milhões anteriormente, em razão da estiagem em importantes regiões produtoras.

Com a perspectiva de área se mantendo estável, em 10,3 milhões de hectares, a consultoria reduziu a previsão de produtividade média no centro-sul para 86 sacas por hectare, de contra 86,3 sacas anteriormente e 96,9 sacas no ciclo passado.

Em nota, a AgRural disse que o corte na projeção “deveu-se a pequenos ajustes para baixo na produtividade do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul —Estados mais afetados pela estiagem durante a fase reprodutiva das lavouras”.

“A produtividade de Mato Grosso e Goiás, que foi ajustada para cima no início do mês, foi mantida, enquanto a de Minas Gerais aumentou”, acrescentou a consultoria.

Diversas lavouras estão há cerca de três meses sem chuvas significativas, segundo dados do Thomson Reuters Agriculture Weather Dashboard.

A AgRural disse que, combinando seus números do centro-sul com as estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para o Norte/Nordeste, a produção de milho segunda safra do Brasil em 2018 fica em 56,8 milhões de toneladas, ante 57,1 milhões estimados no início do mês e 67,4 milhões de toneladas em 2017.

Por José Roberto Gomes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below