August 7, 2018 / 7:22 PM / 3 months ago

Índice recua mais de 1% com rumores sobre cena político-eleitoral

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa recuava mais de 1 por cento nesta terça-feira, com bancos e Petrobras entre as maiores pressões negativas, em meio a uma onda de boatos, conforme a bolsa paulista segue sensível a desdobramentos relacionados ao cenário político-eleitoral.

Às 16:11, o principal índice de ações da B3 caía 1,08 por cento, a 80.173,61 pontos. O volume financeiro somava 9,58 bilhões de reais.

Mais cedo, no melhor momento, o Ibovespa subiu 0,85 por cento, encontrando suporte no cenário externo favorável, com Wall Street no azul e commodities em alta - quadro que persistia.

De acordo com profissionais da área de renda variável, os rumores incluíam pesquisas com resultados desagradando o mercado e iminente eventual delação envolvendo o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, candidato à Presidência pelo PSDB.

BRADESCO PN caía cerca de 2 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN cedia 1,2 por cento, respondendo pela maior pressão de baixa no Ibovespa, conforme o setor de bancos segue vulnerável a expectativas sobre o rumo das eleições.

PETROBRAS PN também reverteu os ganhos e caía 2 por cento, apesar de o petróleo Brent continuar em alta no exterior.

MAGAZINE LUIZA tinha elevação de 5,6 por cento e seguida liderando a ponta positiva do Ibovespa, após quase dobrar o lucro do segundo trimestre, em resultado considerado forte por analistas.

Por Paula Arend Laier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below