August 13, 2018 / 3:46 PM / 3 months ago

Ex-presidente da Audi tem pedido de liberdade negado

Ex-presidente-executivo da Audi , Rupert Stadler 9/05/ 2018. REUTERS/Michael Dalder

FRANKFURT (Reuters) - O pedido do ex-presidente executivo da Audi Rupert Stadler teve seu pedido de liberdade rejeitado, informou a corte de apelações de Munique nesta segunda-feira.

Stadler foi preso em meados de junho como parte de uma investigação mais ampla sobre fraude na emissão de poluentes dos automóveis da marca de luxo, que faz parte do grupo Volkswagen.

Ele foi preso por receios de que buscaria influenciar testemunhas questionadas como parte de uma investigação sobre o escândalo de emissões da Volkswagen.

“A Câmara enfatiza que o perigo de obstruir a justiça permanece. A libertação do acusado da custódia foi, portanto, rejeitada”, disse a corte de Munique em um comunicado.

Stadler, que deixou a empresa em junho, havia pedido para ser libertado e apelou contra a sua detenção, disse o escritório do promotor de Munique.

Os procuradores estão investigando Stadler e outros membros da alta administração da Audi por suspeita de fraude e propaganda falsa ligadas a níveis ilegais de poluentes em seus carros e manipulação de testes de veículos.

(Por Irene Preisinger)

Tradução Redação São Paulo, 5511 5644-7727 REUTERS FB RBS

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below