August 14, 2018 / 11:23 PM / a month ago

Ford vai investir US$740 mi em estação ferroviária de Detroit

WASHINGTON (Reuters) - A Ford revelou nesta terça-feira que vai investir 740 milhões de dólares em um projeto de revitalização da Michigan Central Station, histórica estação ferroviária de Detroit, bem como outros locais da região.

A Ford pretende converter o prédio da estação em escritórios para até 5 mil funcionários de tecnologia e engenheiros de software focados em veículos de direção autônoma e tecnologias e serviços relacionados.

A segunda maior montadora de veículos dos Estados Unidos, baseada em Dearborn, Michigan, anunciou o projeto em junho, mas só agora revelou os custos do empreendimento.

A empresa afirmou que está “trabalhando com autoridades federais, estaduais e locais para buscar pelo menos 250 milhões de dólares em incentivos”.

A Ford também informou que o investimento total no projeto da estação ferroviária e desenvolvimento de terrenos vagos vai custar aproximadamente 740 milhões de dólares ao longo dos próximos quatro anos.

O número inclui compra de edifícios e terrenos, bem como custos de remodelamento.

A estação de Detroit fechou em 1988 e caiu em decadência, tornando-se um símbolo do declínio da “Cidade do Motor”.

Na primeira metade do século 20, Detroit se tornou a quarta maior cidade dos EUA. Mas revoltas na década de 1960 e as crises do petróleo na década de 1970 pesaram sobre o setor industrial da cidade. Em meados de 2017, a população de Detroit encolheu para 673 mil habitantes ante pico de 1,8 milhão em 1950.

Por David Shepardson

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below