December 10, 2018 / 9:56 PM / a month ago

Wells Fargo não será autorizado a crescer se não resolver problemas, diz Powell do Fed

WASHINGTON/NEW YORK (Reuters) - O Wells Fargo precisa limitar seu crescimento até que endureça suas políticas de gerenciamento de riscos para prevenir abuso adicional sobre clientes, disse Jerome Powell, chairman do Federal Reserve.

Chairman do Fed, Jerome Powell 28/11/2018 REUTERS/Carlo Allegri

Em fevereiro o Fed mandou o Wells Fargo manter ativos abaixo de 1,95 trilhão de dólares até fazer novas verificações sobre a alta gerência e deu ao conselho mais poderes para conter abusos.

“Não pretendemos suspender o limite de ativos até que os remédios para estas questões sejam adotados e implementados”, escreveu Powell em carta para a senadora Elizabeth Warren.

Até agora, o Wells Fargo não conseguiu satisfazer o Fed e o banco está meses atrasado na submissão de um plano aceitável de reforma, publicou a Reuters na semana passada.

Um representante do banco não respondeu imediamente a um pedido de comentários sobre a carta de Powell. Executivos do Wells Fargo disseram anteriormente esperar que o limite seja retirado no primeiro semestre do próximo ano.

Warren, uma democrata de Massachusetts, tem sido uma crítica do Wells Fargo e de seu executivo chefe, Tim Sloan. Em outubro, Warren escreveu carta pedindo que o regulador não remova o limite de ativos até que Sloan seja removido, por entender que ele está “profundamente implicado” nos problemas do passado.

As punições ao Wells Fargo vieram na esteira de um escândalo de prática de vendas que estourou em 2016, quando foi divulgado que empregados abriram potencialmente milhões de contas falsas em nome de clientes sem permissão. Na carta para Warren, Powell escreveu que o que aconteceu dentro do banco foi “ultrajante”, mas não disse se Sloan deveria continuar liderando o banco.

Desde o escândalo, o Wells Fargo disse que encontrou abusos em seguros de automóveis, empréstimos para pequenas empresas, financiamento imobiliário e outras linhas de negócio.

Uma vez que o Wells Fargo satisfaça os termos de um acordo firmado em fevereiro, escreveu Powell, a diretoria do Fed decidirá se o banco pode crescer.

“A decisão sobre encerrar a restrição de crescimento de ativos imposta ao Wells Fargo será tomada por votação do board”, escreveu Powell na carta de 28 de novembro.

Por Patrick Rucker e Imani Moise

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below