December 11, 2018 / 1:13 PM / 4 months ago

Redução de benefícios tributários está na mira de novo governo, indica Colnago

Ministro do Planejamento e futuro secretário-geral-adjunto da Fazenda, Esteves Colnago 16/07/2018 REUTERS/Paul Hanna

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, indicou nesta terça-feira que o novo governo está estudando a redução de benefícios tributários, inclusive com eventual fim da isenção do Imposto de Renda nas aplicações em Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), embora não haja definição sobre quais medidas exatas serão tomadas.

“O norte do novo governo, pelo que o ministro (da Economia) Paulo Guedes vem falando, é reduzir a carga tributária ao mesmo tempo em que isso é compensado com uma retirada de benefícios tributários que não se justificam mais”, afirmou.

Colnago, que foi confirmado no fim de semana como secretário-geral-adjunto da Fazenda no novo governo de Jair Bolsonaro, deu as declarações ao chegar ao Tribunal de Contas na União (TCU) para a posse do novo presidente.

“Hoje nós temos mais de 300 bilhões (de reais) de benefícios tributários, então necessariamente tem que ser repensado. Se vai ser LCI, LCA ou se vai ser outro tipo de tributo aí é uma coisa a ser discutida dentro do próximo governo”, completou ele.

Mais cedo neste mês, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou que seria complexo seguir adiante com uma reforma tributária ampla, e que a recomendação do atual governo para a gestão de Bolsonaro é apostar num avanço “passo a passo”.

Reportagem de Marcela Ayres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below