December 14, 2018 / 1:20 PM / 3 months ago

Refinarias da China reduzem ritmo de atividade em novembro; gás tem produção recorde

Tanques de petróleo e gás na China 22/10/2018 REUTERS/Aly Song

PEQUIM/CINGAPURA (Reuters) - A produção nas refinarias da China em novembro atenuou os altos níveis registrados nos dois meses anteriores, mostraram dados oficiais nesta sexta-feira, enquanto as fábricas diminuíam a atividade em meio ao aumento dos estoques de derivados de petróleo e à desaceleração das vendas.

As refinarias processaram 50,46 milhões de toneladas de petróleo bruto no mês passado, ou 12,28 milhões de barris por dia, um aumento de 2,9 por cento em relação ao mesmo mês do ano anterior, mas abaixo do recorde de 12,49 milhões de barris em setembro, segundo dados do Departamento Nacional de Estatísticas.

Nos primeiros 11 meses, a produção de refinarias aumentou 7,2 por cento, para 554,48 milhões de toneladas, ou 12,12 milhões de bpd, a caminho de um recorde anual.

As vendas domésticas de gasolina e diesel desaceleraram fortemente em meados de outubro, levando o governo a baixar os preços desses produtos em novembro, em meio a uma queda acentuada nos preços globais do petróleo bruto.

Enquanto isso, a produção de gás natural da China em novembro subiu 10 por cento, para uma máxima recorde de 14,3 bilhões de metros cúbicos, segundo os dados, para atender à crescente demanda, já que a temporada de aquecimento começa em meados de novembro.

Nos primeiros 11 meses, a produção de gás subiu 6,6 por cento em relação ao ano anterior, para 143,8 bilhões cm.

Por Chen Aizhu e Meng Meng

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below