December 14, 2018 / 4:16 PM / 5 months ago

State Grid prevê operação comercial de linhão de Belo Monte em junho de 2019

SÃO PAULO (Reuters) - A chinesa State Grid oficializou ao governo brasileiro que pretende colocar em operação em junho do ano que vem um linhão de transmissão em construção pela companhia que irá conectar a enorme hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, ao Sudeste, onde se concentra o consumo de eletricidade do país.

A previsão representa antecipação de seis meses frente ao cronograma original, que previa a conclusão em dezembro, e é importante para assegurar o escoamento da energia da usina quando ela alcançar a capacidade máxima, o que está previsto para entre novembro de 2019 e março de 2020, disse à Reuters o Ministério de Minas e Energia.

O novo cronograma da chinesa, única responsável pelo empreendimento, orçado em torno de 9 bilhões de reais, também já é mais otimista que uma previsão anterior, que apontava para início de funcionamento em “meados do terceiro trimestre” de 2019, conforme publicado pela Reuters em agosto.

“A State Grid está perseguindo a data para entrada em operação comercial... para 2 de junho de 2019... a antecipação permite a realização de todos os testes no sistema de transmissão visando sua preparação para o escoamento da energia da UHE Belo Monte com sua capacidade máxima”, disse o ministério, em nota.

A State Grid disse que a obra do linhão de ultra-alta tensão entre o Pará e o Rio de Janeiro chegou a ter 11 mil empregados no pico das atividades e agora conta com 8 mil trabalhadores, após 98 por cento das torres construídas e 80 por cento dos cabos lançados.

“Foi estabelecido um plano de ataque em conjunto com os EPCistas (construtores contratados) de modo que fosse factível a antecipação... para isso houve também uma significativa antecipação dos investimentos”, disse à Reuters o presidente da XRTE, unidade da State Grid responsável pelo projeto, Paulo Esmeraldo.

Até o momento, segundo ele, já foram investidos no empreendimento 5,8 bilhões de reais.

A XRTE pretende terminar as obras civis e lançamentos de cabos em março do ano que vem, e em paralelo já tem buscado interação com órgãos responsáveis pelo licenciamento ambiental para obter a licença de operação, que necessária para a entrada em funcionamento da linha.

“Até o momento, o rito de licenciamento ambiental está adequado, não se configurando como desafio para o sucesso da antecipação”, disse Esmeraldo.

“A XRTE está prevendo o início da operação comercial durante o mês de junho de 2019”, acrescentou ele.

A State Grid já construiu um primeiro linhão para escoar a energia de Belo Monte, uma estrutura que vai do Pará a Minas Gerais, na qual contou com parceria da Eletrobras. O empreendimento também foi antecipado, com conclusão em dezembro de 2017, frente a fevereiro no cronograma original.

No segundo linhão, em que investiu sozinha, a companhia recebeu pedidos do governo brasileiro para acelerar as obras, a fim de evitar que Belo Monte tivesse restrições no escoamento de sua produção total a partir do próximo ano.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below