September 20, 2019 / 12:05 PM / 3 months ago

PF indicia 7 funcionários de Vale e 6 da TÜV SÜD por tragédia de Brumadinho

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Polícia Federal indiciou sete funcionários da Vale e seis da consultora TÜV SÜD pelo crime de falsidade ideológica em processo sobre o rompimento de barragem em Brumadinho (MG), informou o órgão em comunicado nesta sexta-feira.

Bombeiros trabalham em busca de vítimas de tragédia de Brumadinho 10/02/2019 REUTERS/Washington Alves

As duas empresas também foram indiciadas no caso que investiga a tragédia, que deixou mais de 240 mortos, em janeiro, segundo relatório da PF visto pela Reuters.

Em seu comunicado, a polícia explicou que o crime constatado está previsto na Lei de Crimes Ambientais, e os empregados poderão ser punidos com pena de reclusão de três a seis anos e multa.

“Os delitos teriam ocorrido uma vez em junho de 2018 e duas em setembro de 2018”, disse a PF em nota.

Todos os indiciados, afirmou a Polícia Federal, “concorreram em maior ou menor grau para a consecução dos crimes citados”.

O indiciamento é resultado da conclusão do primeiro inquérito policial, segundo a PF, que viu a necessidade de fragmentar a apuração, “devido ao elevado tamanho e grande complexidade das investigações”.

Nesse primeiro momento, não foram indiciados executivos da alta cúpula da Vale.

“A Polícia Federal ouviu mais de 80 pessoas, realizou aproximadamente 34 perícias, produziu aproximadamente 30 informações de Polícia Judiciária e analisou em torno de 80 milhões de arquivos em mídia digital”, disse o órgão no comunicado.

O desastre de Brumadinho liberou uma onda de lama de rejeitos de mineração, que atingiu mata, comunidades e rios da região.

A Vale disse em nota ao mercado que tomou conhecimento, nesta sexta-feira, dos resultados do primeiro inquérito da PF.

“A Vale avaliará detalhadamente o inteiro teor do relatório policial antes de qualquer manifestação de mérito, ressaltando apenas que a empresa e seus executivos continuarão contribuindo com as autoridades e responderão às acusações no momento e ambiente oportunos”, disse a companhia, sem dar mais detalhes.

A TÜV SÜD afirmou que não vai comentar o assunto.

Não ficou imediatamente claro se os indiciados ainda têm contrato de trabalho com as empresas.

As ações da Vale operavam perto de uma estabilidade, por volta das 16h.

Por Marta Nogueira; edição de Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below