September 21, 2019 / 4:19 PM / 2 months ago

Aramco contrata UBS e Deutsche Bank como coordenadores de IPO, dizem fontes

LONDRES/DUBAI (Reuters) - A empresa estatal saudita de petróleo Aramco contratou o UBS e o Deutsche Bank como coordenadores de sua oferta inicial de ações (IPo, na sigla em inglês), disseram duas fontes próximas ao assunto, um sinal de que um negócio está avançando apesar dos recentes ataques a instalações de petróleo do país.

Instalações da Armaco atingida por recente ataque, na Arábia Saudita. 20/9/2019. REUTERS/Stephen Kalin

    Nas últimas semanas, a Aramco selecionou nove bancos para atuar como coordenadores globais do IPO, informou a Reuters. Mais bancos devem ser nomeados como assessores secundários, disseram as fontes.

    A Aramco também selecionou Barclays e o BNP Paribas para atuar na oferta, informou a Bloomberg, citando também fontes próximas ao negócio.

    Após os ataques a duas instalações da empresa no último sábado, que causaram uma diminuição de produção na casa de 5,7 milhões de barris por dia, surgiram dúvidas sobre o prazo e o potencial da etapa doméstica da IPO, de 20 bilhões de dólares.

    A Aramco disse que, até o fim deste mês, retomará a produção de petróleo nas instalações de Abqaiq e Khurais, danificadas pelos ataques, que os Estados Unidos creditam ao Irã.

    A reunião da Aramco com analistas antes da IPO de novembro está agendada para a próxima semana, disseram duas outras fontes. A empresa não quis comentar sobre o assunto.

    O Deutsche Bank se negou a comentar e o UBS não respondeu aos pedidos da Reuters durante o fim de semana.

    A IPO da Aramco em Riad é a primeira medida para uma venda de até 5% da empresa, disseram fontes à Reuters. Outro 1% deve ser vendido dentro da país no ano que vem, antes do início da oferta internacional da empresa.

    As esperanças iniciais de um grande lançamento das ações foram frustradas quando o projeto de venda de ações foi interrompido ano passado em meio a um debate sobre valores e onde listar as ações no exterior.

    A Aramco afirmou que a demora ocorreu devido a seu acordo para adquirir uma fatia de 70% da fabricante de petroquímicos Saudi Basic.

    Embora o príncipe Mohammed tenha colocado o valor de mercado da empresa em 2 trilhões de dólares no começo de 2016, banqueiros e outras pessoas com conhecimento da Aramco informaram que ela valeria em torno de 1,5 trilhão de dólares.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below