September 24, 2019 / 11:20 AM / in 2 months

Índices europeus avançam liderados por setores defensivos

(Reuters) - Os índices acionários da Europa avançavam nesta terça-feira, com os ganhos liderados por setores percebidos como defensivos contra o risco de uma desaceleração econômica mais profunda e a chance de um novo golpe das negociações comerciais entre Estados Unidos e China.

Bolsa de Valores de Frankfurt, na Alemanha 14/03/2019 REUTERS/Ralph Orlowski

Às 7:46 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 subia 0,19%, a 1.537 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,25%, a 391 pontos.

Os setores europeus de saúde e alimentos e bebidas —comumente considerados como aqueles em que a demanda e os resultados se mantêm relativamente melhores quando a economia desacelera— estavam entre os principais ganhadores do principal índice europeu.

Os mercados de ações foram abalados na última semana por uma série de dados econômicos fracos na zona do euro, bem como sinais mistos sobre a guerra comercial de Donald Trump com a China, o que enfraqueceu o apetite por risco.

O índice de clima de negócios do instituto alemão Ifo para setembro, divulgado nesta terça-feira, superou por pouco as expectativas de mercado. O indicador subiu para 94,6 em setembro, de 94,3 em agosto, quebrando um ciclo de cinco quedas consecutivas. Mas a leitura de setembro ficou apenas um pouco acima da estimativa de consenso, de 94,4.

“A crise está dando uma pausa”, disse o presidente do Ifo, Clemens Fuest, em comunicado. Mas ele acrescentou: “No setor manufatureiro, o clima de negócios tem apenas uma direção: para baixo”.

Os bancos centrais continuam colocando dinheiro no sistema financeiro com uma combinação de cortes nas taxas de juros e outros movimentos monetários, mas operadores parecem longe de estar convencidos de que essas medidas reduzirão o risco de uma recessão mais ampla.

“Investidores precisam investir por causa do ambiente de juros baixos, mas os melhores setores atualmente são defensivos”, disse Christian Stocker, estrategista do UniCredit.

. Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 0,14%, a 7.315 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX subia 0,07%, a 12.350 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,23%, a 5.643 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 0,22%, a 21.947 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,38%, a 9.128 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,28%, a 4.987 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below