September 25, 2019 / 8:52 PM / 2 months ago

Revisão de oferta de energia irá respeitar contratos já firmados, diz ministério

REUTERS/Paulo Whitaker

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Ministério de Minas e Energia publicou nesta quarta-feira uma nota técnica que visa esclarecer pontos apresentados em consulta pública aberta pelo governo para realizar até 2021 uma revisão extraordinária da oferta de energia de grandes hidrelétricas e térmicas do país.

O intuito da nota técnica é assegurar que, “quaisquer que sejam as revisões propostas nas garantias físicas, os direitos já estabelecidos sejam mantidos, inclusive mantendo-se o caráter opcional à adesão às alterações porventura propostas”.

“Esclarecemos que o respeito aos contratos é uma premissa do MME e que não há qualquer discussão para desconsiderar contratos firmados”, disse o MME, em nota.

A consulta, aberta neste mês, trata da revisão da garantia física de energia das usinas despachadas centralizadamente —as que são despachadas exclusivamente pelo Organizador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A medida visa equilibrar o sistema elétrico, em meio a uma percepção generalizada de que muitas usinas não têm conseguido entregar energia conforme o esperado, mas especialistas ouvidos pela Reuters na semana passada apontaram temores de uma disputa judicial.

A proposta de ajuste contempla um cálculo das novas garantias físicas no primeiro trimestre de 2020, para início de vigência a partir de janeiro de 2021.

Por Marta Nogueira; edição de Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below