September 27, 2019 / 5:51 PM / 2 months ago

Empresas chinesas negociadas em bolsas nos EUA recuam por plano de Trump para deslistagem

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump 25/09/2019 REUTERS/Jonathan Ernst

NOVA YORK (Reuters) - As ações de várias companhias chinesas negociadas nos Estados Unidos recuavam nesta sexta-feira, depois de notícias de que o governo de Donald Trump está considerando deslistar as empresas daquele país da bolsas de valores dos EUA.

A Casa Branca estava considerando a possibilidade de deslistar as empresas chinesas das bolsas de valores dos EUA, disse uma fonte informada sobre o assunto à Reuters. Tal movimento seria uma escalada radical das tensões comerciais entre os dois países.

As ações do Alibaba, com sede em Hangzhou, Zhejiang, atingiram o nível mais baixo de seis semanas em 163,15 dólares, mas reduziram a queda e eram negociadas em baixa de 5,34%, a 165,65 dólares. A JD.com caía 6,36%, para 27,70 dólares, e a Baidu cedia 3,82%, para 101,06 dólares.

O ETF iShares China Large Cap perdia 1,28%.

Provedores de índices em que essas ações estão hospedadas também perderam terreno, com a MSCI Inc caindo 4,1%, no ritmo de seu maior declínio percentual em um dia desde 5 de agosto, enquanto o S&P Global Inc tinha queda de 3,49%.

Por Chuck Mikolajczak

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below