September 30, 2019 / 10:44 PM / 2 months ago

EXCLUSIVO-Pemex busca controle de bilhões de barris descobertos por empresa dos EUA

Sede da Pemex na Cidade do México 05/03/2019 REUTERS/Daniel Becerril

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Quando a petroleira norte-americana Talos Energy (TALO.N) encontrou quase um bilhão de barris na costa sul do Golfo do México há dois anos, ficou marcada a primeira descoberta por uma empresa estrangeira desde que a indústria do petróleo no país foi nacionalizada, oito décadas antes.

Agora, a estatal mexicana Pemex deseja assumir o lucrativo projeto, de acordo com duas ex-autoridades mexicanas de energia e dois executivos da empresa com conhecimento das discussões internas da Pemex.

O esforço da Pemex para realizar perfurações no campo ocorre em meio à contínua movimentação do presidente do México, Andres Lopez Obrador, para devolver um maior controle do setor energético local à estatal. Seu antecessor, Enrique Peña Nieto, havia encerrado o monopólio da Pemex e começou a leiloar campos de petróleo para empresas privadas em 2015.

Na sequência, a Talos foi a primeira a encontrar petróleo, em um campo de águas rasas chamado Zama — homenagem à palavra maia para “amanhecer”. Agora, retirar o controle do projeto da empresa seria um golpe simbólico à maior alteração de política econômica realizada pelo México em décadas, podendo frear ainda mais o investimento das principais empresas de energia do mundo no país, disseram à Reuters executivos e especialistas do setor.

A Pemex tem uma potencial reivindicação de controle sobre Zama por possuir direitos de perfuração em um campo adjacente. O depósito de petróleo provavelmente se estende pelo território da Pemex, embora a empresa ainda não tenha provas disso por perfurações.

As duas companhias iniciaram as negociações no ano passado sobre um projeto conjunto, e negociarão mais à frente sobre como dividir as receitas e quem manterá o controle operacional. Se as negociações travarem, o Ministério de Energia de Lopez Obrador resolverá as disputas e indicará uma empresa para supervisionar a perfuração.

“Se a Pemex acabar como operadora, não enviará um bom sinal para investidores privados”, disse um executivo de uma grande empresa de petróleo com vários projetos “offshore” no México.

Nem a Pemex nem o Ministério de Energia mexicano responderam aos pedidos por comentários. O gabinete de Lopez Obrador não respondeu a perguntas escritas.

Reportagem de David Alire Garcia na Cidade do México, com reportagem adicional de Adriana Barrera, Ana Isabel Martinez e Marianna Parraga

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below