October 4, 2019 / 6:09 PM / 13 days ago

Powell, do Fed, repete que economia dos EUA está "em boa situação"

O chairman do Federal Reserve, Jerome Powell, em coletiva de imprensa após decisão de política monetária. 18/09/2019. REUTERS/Sarah Silbiger

WASHINGTON (Reuters) - A economia dos Estados Unidos está andando apesar dos obstáculos que enfrenta, afirmou nesta sexta-feira o chairman do Federal Reserve, Jerome Powell, em declarações que deram poucos novos indícios sobre a trajetória da política monetária.

“Embora nem todos compartilhem totalmente oportunidades econômicas e a economia enfrente alguns riscos, no geral está —como gosto de dizer— em uma boa situação. Nosso trabalho é deixá-la assim o máxima possível”, disse Powell em declarações breves para o evento “Fed Listens” no escritório do banco central norte-americano em Washington.

O Fed cortou os juros pela primeira vez em mais de uma década em julho e repetiu o movimento na reunião seguinte, em setembro, no que Powell e alguns outros chamaram de “seguro” contra riscos à economia.

A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos foi moderada em setembro e a taxa de desemprego caiu para perto da mínima de 50 anos, informou o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira, aliviando preocupações de que a economia estaria perto da recessão.

Existe desentendimento dentro do comitê de definição de juros do Fed sobre a necessidade de reduzir mais os custos de empréstimos. A taxa de juros referencial está atualmente na faixa entre 1,75% e 2,0%.

Os gastos dos consumidores dos EUA —recente ponto de destaque positivo e com grande importância, já que responde por cerca de 70% da atividade econômica— têm mostrado sinais de desaceleração. Dados divulgados nesta semana mostraram ainda que a atividade industrial do país atingiu o nível mais fraco em mais de dez anos em setembro, conforme as tensões comerciais pesaram sobre as exportações.

A guerra comercial dos EUA com a China também tem afetado negativamente o investimenro empresarial.

Investidores veem atualmente 80% de chances de o Fed cortar os juros em mais 0,25 ponto percentual na reunião de 29 e 30 de outubro, de acordo com análise dos contratos de juros futuros compilados pelo CME Group.

Reportagem de Lindsay Dunsmuir

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below