October 7, 2019 / 6:10 PM / 2 months ago

Kashkari, do Fed, diz que é preciso mais afrouxamento, mas não saber dizer o quanto

Presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Neel Kashkari 16/03/2014 REUTERS/Stephen Lam

(Reuters) - O Federal Reserve deveria continuar cortando a taxa de juros para compensar os crescentes riscos para a economia, disse o presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Neel Kashkari, nesta segunda-feira.

“Minha mensagem é clara: devemos apoiar a economia, não pisar no freio, então quero ver os dados nos próximos meses, mas até agora estou feliz por estar cortando a taxa de juros”, disse Kashkari durante um evento em Prior Lake, Minnesota.

“O quanto mais temos que cortar? Ainda não sei”, disse ele, citando a desaceleração do crescimento global, o enfraquecimento dos investimentos empresariais e a inflação que está abaixo da meta de 2% do banco central como fatores de risco econômico.

Kashkari disse repetidamente que acha que a economia dos EUA deveria ter juros mais baixos do que o nível atual para atrair mais pessoas ao trabalho e aumentar os salários.

Durante sua apresentação, Kashkari repetiu sua crença de que a inflação não está subindo mais rapidamente porque ainda há mais trabalhadores que podem ser atraídos a voltar ao trabalho. Dados do Departamento do Trabalho divulgados na última sexta-feira mostraram que o desemprego está próximo de uma mínima de 50 anos em 3,5%.

Questionado sobre o potencial do Federal Reserve de ter menos espaço para estimular a economia em caso de recessão devido à taxa de juros já baixa, Kashkari disse que o afrouxamento quantitativo, quando o Fed compra títulos para aumentar a liquidez do mercado, pode ser usado novamente como aconteceu após a crise financeira de 2008.

“Sinto que temos mais confiança agora de que, se precisássemos usar (outras ferramentas), poderíamos usá-las talvez ainda mais poderosamente do que no passado”, disse Kashkari.

Atualmente, o Fed está dividido quanto à necessidade de reduzir ainda mais os custos dos empréstimos. A taxa básica de juros foi reduzida para um intervalo entre 1,75% e 2,0% após uma votação de 7 a 3 a favor da mudança na última reunião do banco central em setembro.

O Federal Reserve se reunirá em 29 e 30 de outubro e, atualmente, os investidores esperam um corte nos juros nessa reunião. Atualmente, Kashkari não é um membro votante sobre a política monetária, mas no próximo ano fará parte do sistema de rotação do Fed.

Por Lindsay Dunsmuir

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below