October 8, 2019 / 8:29 PM / 11 days ago

Evans, do Fed, diz que não se importaria com outro corte de juros

Evans, do Fed, participa de evento em Zurique 11/10/2017 REUTERS/Arnd Wiegmann

CHICAGO (Reuters) - O Federal Reserve poderia cortar os juros de novo já que isso proveria um seguro adicional para a economia dos EUA contra potenciais turbulências e impulsionaria a inflação, disse o presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, nesta terça-feira.

“Acho que outro corte de juros ajudaria a gerar mais inflação. Ajudaria para um pouco mais de segurança. É necessário e essencial? Não tenho certeza. Mas certamente estou com a mente aberta para esses argumentos”, afirmou Evans a jornalistas após um evento em Chicago em que ele também disse estar otimista com a perspectiva econômica dos EUA.

Na semana passada, Evans disse que iria para a próxima reunião do Fed “extremamente aberto” a novos ajustes à política monetária em qualquer uma das duas direções.

Na terça-feira, Evans acrescentou que “não se importaria com outro corte”.

Evans tem apoiado a decisão do banco central dos EUA de reduzir os custos de crédito este ano. O Fed reduziu a taxa de juros em julho e em setembro para fazer frente ao impacto sobre a economia dos EUA da desaceleração global e da guerra comercial da administração Trump com a China. A taxa básica de juros está atualmente em um intervalo entre 1,75% e 2%.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below