October 14, 2019 / 12:44 PM / a month ago

De Guindos, do BCE, não vê zona do euro entrando em recessão

Vice-presidente do Banco Central Europeu, Luis de Guindos 13/09/2019 Lehtikuva/Emmi Korhonen via REUTERS

MADRI (Reuters) - O vice-presidente do Banco Central Europeu, Luis de Guindos, disse nesta segunda-feira que não prevê a entrada da zona do euro em recessão, mas estima que o bloco terá menor crescimento econômico por um período mais longo.

No mês passado, o BCE cortou as taxas de juros a território ainda mais negativo e prometeu a compra de títulos por tempo indefinido, numa tentativa de reverter a desaceleração renovada da economia da zona do euro, quase uma década após a crise da dívida do bloco.

De Guindos disse que as últimas notícias sobre as negociações comerciais entre Estados Unidos e China foram positivas. No entanto, ele afirmou que a rentabilidade e valorizações baixas entre os bancos da zona do euro estão entre as principais vulnerabilidades, dificultando uma consolidação inevitável no setor.

Por Jesús Aguado e Clara-Laeila Laudette

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below