October 28, 2019 / 6:21 PM / 22 days ago

Furnas, da Eletrobras, busca sócios para voltar a leilões de transmissão

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal Furnas, subsidiária da Eletrobras, está em busca de eventuais parceiros para disputar um leilão do governo federal em dezembro que oferecerá concessões para a construção de novos projetos de transmissão de energia, segundo informações publicadas no site da companhia nesta segunda-feira.

Torres de energia na hidrelétrica de Furnas, em São José da Barra (MG) 14/01/2013 REUTERS/Paulo Whitaker

O apetite, se concretizado, marcaria o retorno de Furnas às licitações após seis anos. A companhia arrematou o último projeto em leilões de transmissão em dezembro de 2013, e desde então chegou até a ser vetada em algumas concorrências pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) devido ao atraso excessivo em empreendimentos no setor.

A ausência ainda aconteceu em meio a dificuldades financeiras do grupo Eletrobras como um todo. Depois de uma acelerada expansão dos investimentos e de participações agressivas nos certames do governo até o final de 2014, Furnas e outras subsidiárias da estatal como Chesf, Eletrosul e Eletronorte ficaram fora das licitações nos últimos anos.

Agora, Furnas apontou que busca “empresas investidoras, instituições financeiras ou FIPs (fundos de investimento em participações) interessadas em constituir parceria, em forma de consórcio ou SPE (sociedade de propósito específico) para participar do leilão de transmissão”.

Possíveis interessados terão até 18h do dia 30 de outubro para se cadastrar, segundo comunicado publicado no site da elétrica.

Procurada, Furnas não comentou de imediato sobre o interesse no leilão.

O movimento da elétrica em busca de parceiros para a licitação de dezembro acontece em meio a uma melhoria recente nos resultados da Eletrobras, que passa por amplo processo de reestruturação desde meados de 2016, com a posse do ex-CEO da CPFL Energia, Wilson Ferreira Jr, como presidente-executivo da companhia.

Após ter vendido empresas deficitárias de distribuição no Norte e Nordeste e realizado planos de demissão, a Eletrobras registrou lucro líquido de 6,9 bilhões de reais nos primeiros seis meses de 2019, após lucro histórico de 13,3 bilhões no ano completo de 2018, o melhor resultado em 20 anos.

A Eletrobras chegou a somar prejuízos de mais de 30 bilhões de reais entre 2012 e 2015, na sequência de um pacote de medidas do governo da então presidente Dilma Rousseff para baixar as contas de luz que teve como resultado forte corte nas receitas da companhia.

O próximo leilão de projetos de transmissão, agendado para 19 de dezembro pela Aneel, oferecerá 12 lotes de empreendimentos, que deverão demandar cerca de 4,1 bilhões de reais em aportes nos próximos anos.

Os projetos envolverão obras nos Estados do Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Por Luciano Costa; edição de Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below