October 29, 2019 / 9:37 PM / 18 days ago

Comissão da Câmara aprova novo marco legal para o mercado de gás

Instalações de gás natural em Cubatão (SP) 03/05/2006 REUTERS/Caetano Barreira

(Reuters) - A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira a proposta de um novo marco legal para o mercado de gás natural do Brasil, permitindo que empresas locais possam operar no setor apenas com autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), segundo a Agência Câmara.

Pelo modelo em vigor atualmente, as companhias dependem de concessões emitidas via leilões da ANP para suas atividades, enquanto pelo novo modelo, chamado de regime de autorização, o aval da agência ao projeto será suficiente para os serviços.

O objetivo da mudança é destravar os investimentos no setor, em momento em que o governo federal busca reduzir o preço da energia elétrica com melhor aproveitamento do gás natural na geração térmica.

O texto aprovado, que teve como relator o deputado Silas Câmara (Republicanos-AM), aponta que a ANP será responsável por acompanhar o funcionamento do mercado e pelos mecanismos de competitividade do setor.

A proposta possui caráter conclusivo, o que a permite ser votada apenas por comissões, sem necessidade de ida ao plenário, caso não haja divergências entre as instâncias, disse a Agência Câmara.

Agora, o texto avança para análise das comissões de Desenvolvimento Econômico, de Finanças e de Constituição e Justiça.

Por Gabriel Araujo, em São Paulo; edição de Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below