November 1, 2019 / 12:48 PM / 20 days ago

Criação de emprego nos EUA desacelera menos do que o esperado em outubro

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos desacelerou menos do que o esperado em outubro, já que os prejuízos causados por uma greve na General Motors foram compensados por ganhos em outros lugares, enquanto as contratações nos dois meses anteriores foram mais fortes do que o estimado anteriormente, oferecendo garantia que os consumidores continuarão a sustentar a economia.

Feirão de empregos em Sandy, Utah (EUA) 26/03/2019 REUTERS/George Frey

O relatório de emprego do Departamento do Trabalho foi divulgado nesta sexta-feira após dados mostrarem nesta semana mais desaceleração do crescimento econômico no terceiro trimestre, uma vez que as queda no investimento empresarial devido à guerra comercial se intensificou.

O Federal Reserve cortou a taxa de juros na quarta-feira pela terceira vez este ano, mas sinalizou uma pausa no ciclo de afrouxamento que começou em julho, quando reduziu os juros pela primeira vez desde 2008.

A criação de vagas fora do setor agrícola alcançou 128 mil no mês passado, com a indústria perdendo 36 mil vagas - a maior perda desde outubro de 2009, mostrou o relatório mensal de empregos do Departamento do Trabalho.

Trabalhadores em greve que não receberam salário durante o período da pesquisa são tratados como desempregados. A greve de cerca de 46 mil trabalhadores em fábricas da GM em Michigan e Kentuck terminou na sexta-feira.

A economia criou 95 mil empregos a mais em agosto e setembro do que o estimado anteriormente. Economistas consultados pela Reuters previam criação de apenas 89 mil empregos em outubro.

Mesmo sem as distorções provocadas pela greve, a criação de vagas está desacelerando neste ano, atingindo em média 167 mil por mês em comparação com 223 mil em 2018.

A renda média por hora aumento 6 centavos, ou 0,2%, depois de ficar inalterada em setembro. Isso levou o crescimento anual na renda a 3,0% em outubro, após pico de 3,4% em fevereiro.

Há temores de que a fraqueza do investimento empresarial diante da guerra comercial entre EUA e China possa afetar o mercado de trabalho, que está sustentando os gastos dos consumidores.

Já a taxa de desemprego aumentou a 3,6% em outubro, da mínima de 50 anos de 3,5%.

Reportagem de Lucia Mutikani

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below