November 7, 2019 / 3:49 PM / 15 days ago

Mudança na MP do FGTS implicará liberação de mais R$3 bi na economia, diz Sachsida

Sede da Caixa Econômica Federal em Brasília 29/10/2019 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - Mudança aprovada pela Câmara dos Deputados na medida provisória de liberação de recursos do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) implicará a liberação de 3 bilhões de reais adicionais à economia, afirmou nesta quinta-feira o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida.

Em coletiva de imprensa, ele pontuou que, com isso, o volume retirado na modalidade saque imediato irá a 43 bilhões de reais, ante 40 bilhões de reais calculados antes.

Na quarta-feira, a Câmara aprovou que o saque imediato de 500 reais permitido originalmente pelo governo passa a ser de 998 reais —equivalente a um salário mínimo—, mas somente para quem tinha até um salário mínimo nas contas do fundo na data de edição da MP. O projeto segue para apreciação do Senado.

No fim do mês passado, a Caixa anunciou a concentração em 2019 da liberação de saques imediatos com recursos do FGTS, ante calendário prévio que ia até março, numa medida que deve dar impulso adicional à economia este ano.

Por Marcela Ayres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below