November 19, 2019 / 11:07 AM / 18 days ago

Atacado recua e IGP-M passa a cair 0,01% na 2ª prévia de novembro, diz FGV

Vendedor de frutas em mercado do Rio de Janeiro REUTERS/Pilar Olivares

SÃO PAULO (Reuters) - Os preços no atacado recuaram e o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) passou a cair 0,01% na segunda prévia de novembro, sobre alta de 0,85% no mesmo período do mês anterior.

A Fundação Getulio Vargas informou nesta terça-feira que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, abandonou a alta de 1,29% para passar a cair 0,06% em novembro.

Os dados da FGV mostram que o grupo Matérias Primas Brutas registrou na segunda prévia de novembro deflação de 1,11%, ante alta de 2,34% no mês anterior. As principais contribuições partiram dos itens minério de ferro, café em grão e cacau.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no índice geral, passou a subir 0,03%, ante queda de 0,05% na segunda prévia de outubro.

Os destaques foram Habitação, que passou a subir 0,06% ante queda de 0,16%, e Alimentação, que reduziu a queda a 0,26%, de 0,45%.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, acelerou a alta a 0,24%, sobre 0,1% no mês anterior.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

A segunda prévia do IGP-M calculou as variações de preços no período entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below